Opinião

Kelsang Chime: Praticar paciência


De acordo com os ensinamentos de Buda , existem três situações em que precisamos praticar a paciência.
1. Quando estamos passando por sofrimentos, necessidade ou decepções. Devemos praticar a paciência de aceitar de bom grado e voluntariamente o sofrimento.
2. Quando estamos treinando no Dharma (ensinamentos de Buda).
Devemos praticar a paciência de pensar definitivamente  sobre o Dharma.
3. Quando somos prejudicados ou criticados pelos outros. Devemos  praticar a paciência de não retaliar.
Esses três tipos de paciência nos livram de sofrimentos e também os outros.
No primeiro tipo, devemos aceitar todo o sofrimento que não pode ser evitado. Nossas dores e sofrimentos são efeitos de nossas próprias ações passadas, mesmo que não lembremos o que fizemos, os efeitos ainda estão lá.
Não temos o controle sobre nada, e a melhor maneira de passar por esses momentos é aceitar o que não pode ser mudado em vez de lutar contra isso. Vamos nos desgastar e perder nossa energia em vão.
O que pode ser mudado, deve ser mudado. Mas sem a mente calma e serena não conseguiremos nada. Pelo contrário: só pioramos a situação.
Se pudermos enfrentar as situações inevitáveis com mentes calmas, evitaremos raiva e outras delusões.
Isso é muito benéfico, pois conseguiremos ver com clareza a situação.
No segundo tipo, devemos ter paciência para aprender métodos que nos tire do sofrimento.
Todos os objetos de conhecimento, inclusive nossos estados mentais são, manifestações dependentes.
E o terceiro tipo, a paciência de não retaliar nos ajuda a sermos melhores. O foco principal não é o acontecimento exterior e sim nossa própria reação interna.
Claro que, se pudermos impedir que alguém se machuque, devemos fazê-lo.
Se quisermos ser felizes verdadeiramente, devemos criar as causas dessa felicidade e essa causa é manter a mente calma através da prática de paciência.

Notícias relevantes: