Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Liciana Rossi: Ajudar o próximo pode ser bom para sua saúde

LICIANA ROSSI | 01/12/2018 | 07:30

Há um sentimento, uma emoção calorosa e confusa quando damos um presente a alguém. Esse bem-estar que sentimos, assim como ao fazer um trabalho voluntário ou doar algo às instituições necessitadas tem um aspecto positivo para nossa saúde física e mental, podendo contribuir para nossa longevidade.
Pesquisadores descobriram que as doações e os trabalhos voluntários ajudam a diminuir o estresse e a depressão. Eles também promovem conexões sociais saudáveis e um senso de propósito. Stephen G. Post, professor do Center for Medical Humanities, Compassionate Care and Bioethics, da Stony Brook University, sugere que dar é tão importante para a saúde quanto evitar o cigarro ou a obesidade.
Em um outro estudo de 2006, o neurocientista Jorge Moll e seus colegas do National Institute of Health descobriram que quando as pessoas auxiliam as instituições de caridade, elas acabam ativando regiões do cérebro associadas ao prazer e à confiança.
Fazer o bem ao próximo pode ser uma boa maneira de encaminhar crianças e adolescentes. Podemos educa-los através do exemplo. Bons princípios são mais fáceis de serem passados com o exemplo. Os adolescentes, por exemplo, numa fase crítica da vida, as vezes confusa, ajudar o próximo pode trazer-lhes um senso de propósito e conexão saudável com sua comunidade. Eles se sentirão úteis e importantes. Uma excelente forma de educa-los para o bem.
Aproveitando a fase Natalina e seus significados, que todos nós possamos ajudar de alguma maneira a alguém. E não precisa ser de maneira material não. Pratiquemos a generosidade e o amor. As vezes apenas um sorriso, um gesto carinhoso, um abraço, já fazem valer muito mais que um presente. Aqueles que receberem seu tempo ou caridade apreciarão seu gesto e você se beneficiará de uma grande dose de felicidade e boa saúde. Muita saúde a todos vocês.

LICIANA ROSSI é educadora física formada pela ESEF Jundiaí; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva pela FMU-SP; exercícios corretivos pela Academia Nacional de Medicina Esportiva – NASM/USA; CHEK Practitioner nível 2 Califórnia/USA; Holistic Life Style Coach/CHEK Institute/USA

COLUNISTA LICIANA ROSSI


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/liciana-rossi-ajudar-o-proximo-pode-ser-bom-para-sua-saude/
Desenvolvido por CIJUN