Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Liciana Rossi: O movimento “comida de verdade”

LICIANA ROSSI | 23/03/2019 | 07:30

Acredito que antigamente, quando as pessoas cozinhavam e faziam suas refeições em suas casas, consumiam comida de verdade e tinham mais saúde. Hoje em dia, devido à dedicação à vida profissional, à falta de tempo ou por não saber cozinhar, as pessoas tiveram que se render a comer fora de casa, comprar produtos congelados ou refeições oriundas dos “deliveries” pois cozinhar virou sinônimo de “trabalho”. Para mim cozinhar é sinônimo de saúde. Para suprir o problema da população que não tem tempo, a indústria alimentícia rapidamente viu a oportunidade e resolveu o problema colocando nas prateleiras inúmeras opções de produtos altamente processados, cheios de corantes, conservantes, realçadores de sabores, condimentados e prontinhos para o consumo. Acabaram com o problema e também com a saúde destas pessoas.
O resgate das nossas raízes através do hábito de cozinhar nossa própria comida pode ser a solução deste problema. Cozinhar é um ato inerente ao ser humano, desde que ele descobriu o fogo. Hábito lindo, passado de pais para filhos. Fora que é uma demonstração de amor pelo próximo, um lindo ato de compartilhar, de servir. Sendo também uma forma de expressão individual, coletiva e cultural. Cozinhar não é coisa de mulher não. É algo tão básico que é para todos, precisa ser compartilhado e ensinado para as crianças.
Os benefícios de cozinhar são muitos. A economia é grande e pode ser mais simples do que você imagina. Você pode passar ótimos momentos em família e com seus amigos. Além de ser uma terapia, você relaxa e se desliga dos problemas. A saúde é consequência da escolha de alimentos frescos, orgânicos se possível, e saudáveis. E faz bem para o cérebro, pois você acaba se apaixonando pela cozinha, desempenha várias funções ao mesmo tempo, estimula suas memórias, como a olfativa, o paladar e o prazer.
Minha dica é para que você se organize aos finais de semana, ou em seu tempo livre. Faça uma lista de compras de acordo com seu cardápio, que deve ser pré-estabelecido. E vá às compras. Se programe para comprar alimentos frescos (frutas, verduras e saladas) a cada 2 ou 3 dias. Encontre uma quitanda no caminho de sua casa, visite lojas de produtos naturais, pesquise como incorporar grãos e outros alimentos saudáveis nas suas refeições e como prepará-los. Na sua programação, coloque desde o café da manhã até o jantar. As marmitas preparadas por você são ótimas opções para comer fora de casa com saúde e gastando pouco. Há programas na TV sobre isso, sobre culinária, no Google você acha o que precisar. Então, faça parte do movimento “comida de verdade” junto comigo, e vamos resgatar as panelas. Invista seu tempo na sua saúde. Saia do celular e vá para a cozinha.

LICIANA ROSSI é educadora física formada pela ESEF Jundiaí; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva pela FMU-SP; exercícios corretivos pela Academia Nacional de Medicina Esportiva – NASM/USA; CHEK Practitioner nível 2 Califórnia/USA; Holistic Life Style Coach/CHEK Institute/USA

Liciana Rossi

Liciana Rossi


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/liciana-rossi-o-movimento-comida-de-verdade/
Desenvolvido por CIJUN