Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Liciana Rossi: Olhando a menopausa por outro ângulo

LICIANA ROSSI | 02/02/2019 | 07:30

Para que todos possamos entender o complexo processo da menopausa, hoje, explicarei de uma maneira mais profunda sobre sistema nervoso e metabólico da mulher, e todos poderão refletir sobre o tema. O sistema hormonal feminino é muito complexo. A maioria de nós temos alguma mulher por perto passando por esta fase e sugiro que seja dado muito amor e compreensão. Algumas mulheres chegam a sofrer muito durante esta fase, desde o climatério até anos depois de menopausa. Um dado importante, para que possamos compreender o porquê disso, é que nossas adrenais, que produzem hormônios do estresse, chegam a produzi-los cerca de 40% a mais nesta fase. O Sistema Nervoso Simpático torna-se muito mais influente. Vamos entender isso: nosso corpo é regido pelo Sistema Nervoso Autônomo, ele faz tudo sozinho, regula tudo, supervisiona todas as atividades metabólicas da respiração à digestão, desintoxica e elimina o necessário. Este sistema é dividido em dois ramos: O Sistema Nervoso Simpático (SNS) e o Sistema Nervoso Parassimpático (SNP). O SNP está associado às funções de reconstrução, reparação, repouso e construção dos tecidos (anabolismo). Já o SNS faz exatamente o oposto e está associado às funções de ativação, estimulação, respostas de “luta ou fuga” e estados de “destruição” dos tecidos (catabolismo). Mas o corpo necessita de equilíbrio de ambos, assim como Yin e Yang, um depende do outro. Na menopausa o corpo fica “preso” em um estado simpático (SNS), ou seja, catabólico e estressado. E isso leva ao desequilíbrio, disfunções hormonais, chegando até em doenças degenerativas crônicas. Porém, o corpo se sobrecarrega ainda mais por circunstâncias da vida moderna como: toxidade, poluição, desidratação, falta de sono, pressões sociais/profissionais, falta de exercícios, comidas processadas, e por aí vai. Aqui entra a ajuda profissional. Há diferentes caminhos a seguir. Mas o recado de hoje é que por volta dos 40 anos, às vezes antes ou depois, a mulher pode começar a apresentar sintomas do climatério. E deve começar a buscar saúde e qualidade de vida imediatamente, se já não busca. A Menopausa é uma transformação física, espiritual e emocional, a mulher se torna mais sábia e intuitiva. Junto com as mudanças hormonais vêm mudanças energéticas. Quanto mais forte emocionalmente a mulher estiver, mais saudável física/emocional e mentalmente, menos sintomas irá sentir. Busque uma vida estável, equilibre seus pensamentos, não coloque “lixo” dentro do seu corpo. Largue tudo aquilo que coloque toxinas no seu corpo como álcool, cigarro, drogas e pensamentos negativos.

LICIANA ROSSI é educadora física formada pela ESEF Jundiaí; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva
pela FMU-SP; exercícios corretivos
pela Academia Nacional de Medicina Esportiva – NASM/USA; CHEK Practitioner nível 2 Califórnia /
USA; Holistic Life Style Coach /
CHEK Institute/USA

Liciana Rossi

Liciana Rossi


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/liciana-rossi-olhando-a-menopausa-por-outro-angulo/
Desenvolvido por CIJUN