Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Liciana Rossi: Você realmente precisa de remédios para emagrecer?

LICIANA ROSSI | 27/10/2018 | 07:30

Aberta a temporada do desespero geral com o corpo, do “projeto verão”. Ao longo da minha carreira venho ouvindo isso anualmente, nesta época. Ainda me perguntam se existe uma fórmula mágica para emagrecer e ficar forte. Confesso que me decepciono com a pergunta, afinal, ainda existem pessoas que acreditam neste tipo de milagre?

Muitas pessoas fazem uso dos remédios sem imaginar as consequências. Você sabe porque este tipo de remédio faz mal? Vamos lá, qualquer tipo de remédio para emagrecer afetará o Sistema Nervoso Central (SNC) e não deveria ser usado por muito tempo. Na verdade, nem deveriam ser usados. Efeitos colaterais ligados ao SNC são: dependência, irritabilidade, insônia, tremores, depressão, bipolaridade, agitação, transtornos compulsivos e impulsivos. Outros efeitos como aumento da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca, arritmia, diarréia, doenças inflamatórias e intestinas também podem acompanhar o uso.

Alguns remédios são inibidores do apetite, outros dão a sensação de saciedade e os mais leves, se é que podemos dizer isso, são inibidores da absorção de gordura. Mas nenhum deles irá te livrar do efeito sanfona, pois você emagrece enquanto faz uso, mas logo começa a se sentir mal, abandona a medicação, ou melhor, vamos chamar de “droga”, que te promete milagre em pouco tempo. E volta a engordar novamente. Gente, inibidores do apetite alteram as sinapses cerebrais! Não é brincadeira.

Esse ciclo será repetido enquanto não houverem mudanças mais efetivas e conscientes pois estas drogas não fazem milagres e nunca funcionam sozinhas. Vamos pensar com a razão: a verdade nua e crua? Não existem milagres. A perda de peso é resultado de uma mudança gradual do estilo de vida. Um corpo esbelto e saudável é sinônimo de muita disciplina e autocontrole. Nada fácil nos dias de hoje onde é difícil não se render às facilidades do fast food ou do junk food (junk significa lixo). Fora o estresse.

Para não errar, cuidado com a falta de atividade física, com os furos da dieta aos finais de semana e com as dietas da moda. Não parem a dieta assim que chegarem ao peso almejado, não durmam pouco e não bebam álcool. Cortar alimentos calóricos, carboidratos e açúcares não é segredo, faz parte. Foque na alimentação mais saudável possível. E beba muita água. Procurar ajuda profissional é uma ótima opção.

Mas eu acredito que é possível mudar os hábitos sim, não apenas para emagrecer, mas para ter saúde. Uma mudança efetiva e duradoura vem de dentro, de muita vontade e perseverança. Conheço lindas histórias. Vale a pena, a escolha pela saúde é sempre a melhor opção. Muita saúde a todos.

LICIANA ROSSI é educadora física formada pela Esef Jundiaí; pós-graduada em treinamento físico pela Unicamp e ginástica corretiva pela FMU-SP; exercícios corretivos pela Academia Nacional de Medicina Esportiva – NASM/USA; Chek Practitioner nível 2 Califórnia/USA; Holistic Life Style Coach/Chek Institute/USA

COLUNISTA LICIANA ROSSI


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/liciana-rossi-voce-realmente-precisa-de-remedios-para-emagrecer/
Desenvolvido por CIJUN