Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Martinelli: Hoje (domingo, 19) é o Dia Mundial da Fotografia

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI | 19/08/2018 | 05:35

As fotografias, antigamente indicadas por retratos, hoje cheia de modismos como os “selfies” e divulgadas amplamente em redes sociais, constituem-se em fortes instrumentos para relembrarmos momentos que marcaram nossas vidas. Por isso, há cientistas sociais que dizem, em quaisquer circunstâncias, até nos flagrantes de tristeza, geram memórias positivas na construção da cultura familiar. Com efeito, têm o poder de renovar, através da lembrança, compromissos, votos, sonhos e nos faz reviver aspectos que geram esperanças.

Não são obras finais de um único criador. Ao longo da história, pessoas foram agregando conceitos e processos que lhe deram origem como a conhecemos. E apesar de disseminada atualmente em inúmeros aparelhos, de celulares a computadores e as próprias câmeras digitais ou analógicas, surgiu há 176 anos. No dia 19 de agosto de 1839, a Academia de Ciências da França consagrou o “daguerreótipo”, invento de Joseph Nicéphore Niépce, como a primeira máquina fotográfica, instituindo-se essa data como Dia Mundial da Fotografia, comemorado na última quarta-feira.JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI

Aproveitando a ocasião, reiteramos a sua relevância. Como afirma o ditado popular, “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Realmente, a fotografia pode ser construída de fragmentos que representam o presente no exato instante do clique, mas segundos depois ou até mesmo anos, irão representar o passado de um objeto, indivíduo ou lugar. Fruto de uma cena elaborada ou simplesmente ao acaso rendem a história, o registro e revalorização da ocasião registrada. Com a introdução de valências estéticas também se tornaram numa das mais importantes e apreciadas formas das artes visuais. E nessa área tem sido responsável por exposições de trabalhos de excelente nível.

Ronaldo Entler escreveu certa vez com brilhantismo que “definimos com frequência a fotografia como um recorte de tempo e espaço, mas essas variáveis têm merecido níveis desiguais de atenção em nossas reflexões.” Efetivamente, é a única maneira de congelar para sempre um determinado instante. Através dela, conseguimos voltar ao tempo, relembrar momentos de diversão, tristezas, alegrias, amor, carinho e infinitos sentimentos e lembranças. E quase todos os fotógrafos, os quais ora reverenciamos, preferem ver o mundo com os olhos das suas almas, o que as tornam verdadeiras obras artísticas, individuais ou coletivas, de acordo com as emoções que despertam.

A importância do Folclore
O nosso País é extremamente rico no folclore já que é formado por grupos étnicos diversificados, originando diferentes manifestações culturais em cada Estado. O Dia Mundial do Folclore, celebrado a 22 de agosto, deveria ser uma excelente oportunidade para se refletir sobre a sua importância e o seu atual papel na sociedade brasileira, cada vez mais dinâmica e volátil. Como todos os aspectos culturais no Brasil, é tratado com desleixo, sem quaisquer prioridades.

É preciso, no entanto, manter permanentemente a cultura do povo, sempre harmonizando as recentes demonstrações com as passadas, nunca as colocando em confronto, porque cada qual representa um momento histórico, uma tendência ou qualquer outro sintoma típico do nosso conjunto de valores, símbolos e expressões culturais que traduzem a alma do povo e os seus sentimentos mais profundos.

*JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI é advogado, jornalista, escritor e professor universitário. É presidente da Academia Jundiaiense de Letras (martinelliadv@hotmail.com)


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/martinelli-hoje-domingo-19-e-o-dia-mundial-da-fotografia/
Desenvolvido por CIJUN