Opinião

O ‘novo normal’ nas entrevistas de emprego

.
ARTICULISTA LARISSA GONÇALVES
Crédito: .

A pandemia tem deixado reflexos em diversos setores e, na área de recursos humanos, não poderia ser diferente. Já abordamos as importantes mudanças ocasionadas na rotina, como a adesão ao home office e, dependendo do caso, a necessidade de se criar um ambiente seguro para colaboradores dentro da empresa. Atualmente podemos perceber mudanças significativas também na maneira como lidamos com as contratações de candidatos. Por conta desse cenário, que exige cuidado e atenção, temos estudado internamente maneiras de entender como esta crise se refletirá no profissional do mundo pós-pandemia. Não sairemos os mesmos dessa pandemia e algumas mudanças podem ser enxergadas como positivas dentro de uma entrevista de emprego.Uma das formas que encontramos para avaliar como a pandemia se refletirá no profissional será aplicar um questionário específico sobre este tema. A questão inicial será sobre a rotina do candidato durante a pandemia. Com ela será possível perceber como esse candidato lida com o tempo ocioso de forma produtiva e busca se aprofundar em sua área e utiliza ferramentas disponíveis para isso. Desta forma, ele demonstra interesse em se manter em constante evolução profissional, mesmo quando o cenário não é propício. Outra questão importante a ser trabalhada é saber se esse profissional buscou autoconhecimento, seja ele por meio de cursos, livros, exercícios ou qualquer outra ferramenta que ele entenda como desenvolvimento pessoal. Vamos querer também saber sobre a rotina deste candidato durante a pandemia. A princípio pode aparentar ser uma pergunta banal, mas revela a capacidade desse candidato de adaptação ao novo. Saber como ele é impactado por grandes mudanças demonstra capacidade perante outras situações que possam ser criadas dentro de um ambiente de trabalho. Para os candidatos que estiveram empregados durante a pandemia e que foram obrigados a se adequar ao sistema home office, inserimos a pergunta: ‘como foi sua experiência home office?’. Esta questão nos auxiliará a entender se este profissional tem capacidade de autogestão e se está adaptado a este modelo. Para finalizar nosso questionário, frisamos a importância de saber quais aprendizados o profissional tirou desse período. Alguns estão vivendo tragédias pessoais, outros preocupados com o desemprego, mas todos estão se adaptando. Nesse cenário, é importante que o profissional esteja preparado para os novos desafios e com as habilidades comportamentais necessários para o novo momento.

LARISSA GONÇALVES é coordenadora da Luandre Jundiaí.


Notícias relevantes: