Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Outubro, mês da batalha!

Dom Vicente Costa | 20/10/2019 | 07:30

“Não se perturbe o vosso coração” (Jo 14,1)

Já há alguns anos que em vários países e no Brasil também acontece o ‘Outubro Rosa’, uma grande campanha de conscientização na luta e prevenção contra o câncer de mama.

Essa campanha tem se consolidado a cada ano, devido aos inúmeros casos desta enfermidade registrados no Brasil e no mundo. Segundo estatísticas recentes, em 2018 foram registrados cerca de 18,1 milhões de novos casos no mundo. E no Brasil, uma média de 600 mil novos casos.

São inúmeras as pessoas e famílias surpreendidas por esta difícil realidade. Praticamente todos nós conhecemos alguém que enfrenta esta enfermidade, na nossa família ou no nosso círculo de amizade e convivência.

Muitas pessoas se assustam tanto com esta doença, que não conseguem nem pronunciar o seu nome. Ao invés de falarem câncer, dizem: ‘aquela doença’ ou ‘aquela doença terrível’.

E, infelizmente, muitos de nós, ao nos depararmos com essa realidade, imaginamos logo o pior. Algumas pessoas se escondem e têm dificuldade para partilhar até com familiares e amigos este tema.

A verdade é que toda doença nos fragiliza. Mas, o câncer parece mexer não só com o aspecto físico, mas, também com o emocional e psicológico.

O período de tratamento é acompanhado pelo receio e pelas marcas que a doença vai causando. E é exatamente nesta fase que todos precisamos iluminar esta fase da vida à luz da fé, da esperança, da força de vontade e da certeza de que toda tempestade passa.

Médicos e especialistas afirmam que, quando o paciente em tratamento contra o câncer assume que a luta é grande e muito desafiadora, porém, opta por enfrentá-la com coragem e determinação, os resultados são surpreendentes.

O fato de uma pessoa não se entregar e não se dar a sentença de derrota, certamente vai fortalecê-la. Ou seja, não podemos nos apequenar diante das batalhas da vida. Os problemas existem e muitas vezes são complexos, difíceis e aparentemente insuperáveis. Porém, há uma força sobrenatural que nos coloca de pé e nos põe a caminho, em busca de uma nova conquista em cada fase desta não tão fácil jornada.

Escrevendo este artigo, lembrei-me de uma grande amiga minha que enfrentou, corajosamente, todo o processo do tratamento. E me veio à lembrança um forte e profundo testemunho de alguém que passou pela provação sem se entregar ao desânimo. Num certo dia, esta amiga disse: “O câncer me fez perder várias coisas: o peso, os cabelos, a mobilidade, a aparência. Porém, a doença não me fez e nunca me fará perder a fé. É pela fé que eu luto e enfrento a minha enfermidade dia por dia”.

Essas palavras me despertaram uma grande admiração e têm me ajudado a confortar e encorajar muitas outras pessoas. Que este mês e todos os dias da nossa vida sejam de muitas batalhas, mas, sobretudo, sejam de muitas vitórias e de superação corajosa e perseverante dos problemas que enfrentamos!

DOM VICENTE COSTA é bispo diocesano de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/outubro-mes-da-batalha/
Desenvolvido por CIJUN