Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Martinelli: Reflexões em época de Copa do Mundo

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI | 18/06/2018 | 05:00

Futebol é paixão nacional. Assim, gostaria que o Brasil ganhasse a Copa da FIFA de 2018 na Rússia. No entanto, torço muito para que num futuro próximo, torne-se também um campeão em aspectos relevantes ao seu desenvolvimento, consolidando-se como Nação coerente e bem estruturada.

Espero, dessa forma, que alcance o primeiro lugar na correta aplicação dos recursos públicos; na distribuição mais equitativa de renda; na honestidade dos representantes populares; nos investimentos adequados ao aprimoramento da educação, da qualidade de vida e da saúde da população; na igualdade de condições a todos brasileiros; na participação ativa do povo na condução dos destinos nacionais, votando e fiscalizando permanentemente os eleitos e no absoluto respeito às instituições, revelando estas, reto cumprimento de suas obrigações.

Almejo que ganhe medalha de ouro no incentivo às pesquisas científicas; no apoio a todas as modalidades esportivas; no constante acolhimento e amparo aos necessitados; no atendimento aos direitos fundamentais dos cidadãos, expressamente previstos na Constituição Federal; no cumprimento às leis que garantem e protegem idosos, menores e portadores de necessidades especiais; no respeito irrestrito às minorias e na busca de integridade de crenças e ações da pessoa humana nos mais variados setores.

(Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí)

(Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí)

Seremos sempre vencedores, se alcançarmos uma economia sólida, com inflação baixa e juros estáveis; uma valorização da produção em contrapartida à especulação e um povo dotado de senso crítico, capaz de se afastar de artimanhas meramente politiqueiras, e quando as pessoas deixarem de lado o egoísmo e o comodismo, solidarizando-se com o próximo; reivindicarem por seus direitos e cumprirem seus deveres; procurarem por fraternidade ao invés de consumo desenfreado e entenderem que todos são iguais perante Deus e o Direito, convivendo ordeiramente e com veneração, umas pelas outras.

Reitero que temos que virar o jogo atual, no qual a corrupção, os interesses próprios, a individualidade, a violência e a indiferença derrotam o humanismo, os anseios populares e os verdadeiros preceitos morais.

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI é advogado, jornalista, escritor e professor universitário. É presidente da Academia Jundiaiense de Letras (martinelliadv@hotmail.com).


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/reflexoes-em-epoca-de-copa-do-mundo/
Desenvolvido por CIJUN