Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Renato Nalini: Salvem os aposentados

JOSÉ RENATO NALINI | 16/06/2019 | 07:30

O único tema urgentíssimo para trazer um pouco de esperança a um Brasil desalentado é a Reforma da Previdência. A Nação está atolada em miséria. A corrupção e a má gestão fizeram um trabalho perfeito. Tudo está sucateado. Começa com a educação deficiente, com a saúde capenga, com a infraestrutura apodrecendo, com o ambiente fenecendo. Só cresce no Brasil a violência, a miséria, o desemprego.

A alternativa única é aprovar uma Reforma da Previdência para valer. Seria estupendo se o Parlamento mostrasse heroísmo para sugerir alterações que tornassem o País mais justo, mais equânime e inserisse cláusulas ainda mais consistentes ao projeto do Governo.

Incrível que se tenha de “convencer” os mandatários a uma aprovação que é a legítima defesa da República. O Estado Brasileiro está na UTI, em estágio pré-falimentar, emitindo sinais seríssimos de caos.

Os aposentados deveriam ser os primeiros a reclamar um tratamento sério à Previdência. Se não houver profunda reestruturação do sistema, eles ficarão sem os seus proventos. Assim como as pensionistas sem o recurso para a sua sobrevivência digna.

Ninguém pode acreditar que está dispensado de atuar nessa cruzada. É uma questão de estado de necessidade, de salvação nacional. Se o Brasil mostrar, uma vez apenas, que tem juízo, abrirá as portas da Nação para os investimentos internacionais que estão à espera de um sinal.

Não há quem queira investir num país prestes a quebrar. É fácil argumentar com a trivial lição de casa: se alguém gasta mais do que ganha, um dia o teto cairá. É o que já aconteceu aqui. A cada ano, o fosso é mais profundo. Nada no Brasil irá para a frente se não houver consciência cidadã para aprovar, o mais rápido possível, esse projeto. O ideal, seria que ele fosse reforçado no Congresso, em lugar de ser “desidratado”.

Reforma “meia boca” de nada adiantará. É uma questão aritmética muito simples. Como diz meu mestre Ives Gandra da Silva Martins, o Brasil não cabe no PIB que tem. E as torneiras da Previdência estão a jorrar. Mas logo à frente está a seca. E o desespero. E a tragédia. Quem quer isso?

JOSÉ RENATO NALINI é Reitor da Uniregistral, docente da Pós-Graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS- 2019-2020.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/renato-nalini-salvem-os-aposentados/

Notícias relacionadas


Desenvolvido por CIJUN