Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Todos precisam dela

JOSÉ RENATO NALINI | 15/09/2019 | 05:00

Estou falando da educação financeira. Em tempos angustiantes como os que nos são dados viver, saber controlar suas finanças é imprescindível. Penso naqueles que sequer possuem condições de subsistência digna e que estão preocupados com a refeição de cada dia. São vítimas daqueles que se apropriaram do dinheiro escasso do povo, num país economicamente rico, mas financeiramente miserável. Mercê da falta de consciência de alguns poderosos.

A educação financeira é necessária para todos. Desde a infância, é urgente mostrar que “dinheiro não dá em árvore”; que “dinheiro não aguenta desaforo” e que “sabendo usar, não vai faltar”.

São frases muito repetidas, oriundas da insuperável sabedoria popular. Os alunos das escolas públicas têm de merecer um reforço nessa mensagem que, por sinal, está em praticamente todas as disciplinas.

Precisam ser alertados de que a escola é sustentada por toda a comunidade. Até por aqueles que não têm filhos na escola pública. E que dinheiro público é “de todos”, não é “de ninguém” como a alguns parece.

Tudo o que for alvo de vandalismo, de desperdício, de descarte, onerará a todos. E quem mais sofre para pagar a conta é o pobre.

Poupar é sinal de inteligência. Saber distinguir o que é necessário e o que é supérfluo, também. Não podemos nos esquecer que a mesma publicidade que chega ao celular do rico também atinge o celular do pobre. Até do miserável. O Brasil possui 265 milhões de mobiles. Isso significa que muita gente, dos 210 milhões de habitantes, possui mais do que uma bugiganga eletrônica e é continuamente bombardeada pelo apelo consumista.

Mas também os professores precisam se educar financeiramente. Ganham pouco, é verdade. Mas o pouco fica menor ainda, se não houver planejamento, orçamento controlado, contenção. Constatei que inúmeros livros editados pela FEBRABAN e destinados às escolas, em algumas delas ficaram no almoxarifado e não foram distribuídos aos alunos. É incrível, mas aconteceu.

Os políticos também precisam de reciclagem na educação financeira. Para poupar dinheiro do povo, cada vez mais escasso. Para não fazer bobagem. Para utilizar com moderação, racionalidade e economia aquilo que é o fruto do suor e do sacrifício de toda uma Nação em permanente crise. O que é um contrassenso, pois crise é passageira. Aqui é crônica. Até nisso somos diferentes!

JOSÉ RENATO NALINI é Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-Graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS 2019-2020.


Leia mais sobre
JOSÉ RENATO NALINI
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/todos-precisam-dela/

Notícias relacionadas


Desenvolvido por CIJUN