Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vânia Mazzoni: Como anda seu tempo?

VÂNIA MAZZONI | 19/06/2019 | 07:30

Sempre que penso nas relações de trabalho, o bem-estar tanto físico como emocional são questões que me chamam atenção. Entendo que a produtividade depende disso. Somos cada vez mais cobrados, em jornadas que se estendem e invadem nossa casa, nossa hora de lazer e até nosso sono.

Com a tecnologia, a frase “toda hora é hora” se faz cada vez mais cotidiana, aparada por outras que aprendemos desde que ingressamos no mercado de trabalho, sendo a mais famosa delas “ tempo é dinheiro”.

Quem sou eu para discordar que o tempo é precioso? O que trago aqui é uma reflexão sobre o preço alto que pagamos pelo tempo, e porque ele anda tão escasso. Não há uma resposta única, mas aqui coloco a chance para pensar que embora a tecnologia otimize nosso trabalho, ela na verdade é uma das responsáveis pela falta de tempo quando mal utilizada.
As coisas acontecem com tanta rapidez que não dá para assimilar como usar as ferramentas a nosso favor. E-mails e aplicativos de conversas, além das famosas redes sociais, são parte do dia-a-dia.

Nem percebemos quantas horas passamos em função delas, sob a desculpa da funcionalidade ou otimização do trabalho. Será que isso acontece mesmo ou essas ferramentas nos tiram a atenção, atrapalhando nosso rendimento?

Apesar de continuarmos com as mesmas 24 horas, a tecnologia nos dá a falsa sensação que podemos abraçar o mundo e fazer tudo ao mesmo tempo.

Mas são 5 minutinhos num site qualquer, outros 3 só pra responder uma mensagem, outros 10 para espiar o que escreveram no whatsapp. Quando percebemos, o dia passou e as tarefas continuam ali, à nossa espera, acumulando horas extras ou mesmo invadindo a paz do lar para finalizar aquele relatório. Estamos cada vez mais ocupados e cada vez produzindo menos. Procrastinamos tarefas e vamos para casa tomados por uma sensação de ansiedade e frustração.

Determine a si prazos, um para cada tarefa do seu trabalho. Imponha-se metas diárias e possíveis – por exemplo, você pode se dar 10 minutos de navegação livre na web para cada 50 minutos de trabalho que completar. O segredo está na concentração durante a execução. Por isso, o ideal é desligar qualquer forma de distração. Deixe o celular no silencioso e virado para baixo. Feche qualquer programa que envie notificações. Desligue a internet, se possível.

Garanto que terminar as atividades dentro do ambiente de trabalho diminui a frustração e o estresse aumentando assim sua produtividade.

VÂNIA MAZZONI é diretora de RH. Site: www.novarh.com.br / E-mail: marketing@novarh.com.br


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/opiniao/vania-mazzoni-como-anda-seu-tempo/
Desenvolvido por CIJUN