Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Ato Pró-Bolsonaro deve começar às 10h; Confira outros destaques no Pela Ordem

ARIADNE GATTOLINI E SOLANGE POLI | 23/05/2019 | 06:30

Ato Pró-Bolsonaro deve começar às 10h: Chamadas para os atos favoráveis ao governo dominaram as redes sociais de simpatizantes do presidente Bolsonaro nos últimos dias. Os atos estão previstos para domingo, 26. Em Jundiaí, segundo Alexandre Timóteo, filiado ao PSL, a manifestação deve começar por volta das 10h, no viaduto da avenida 9 de Julho. Organizadores se reúnem hoje para definir detalhes, inclusive a questão da segurança.

Nova reunião discute reforma tributária: Enquanto os deputados federais aceleram a aprovação da proposta da reforma tributária, no Congresso, os prefeitos dos 20 maiores PIBs de São Paulo marcaram outra reunião para o dia 31 deste mês, em Jundiaí, para discutir a proposta que está sendo votada em Brasília e sugerir modificações. A intenção é que os municípios não percam tanta receita.

Prefeito inaugura setor de quimioterapia: O prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) estará, nesta quinta-feira (23), no Hospital São Vicente de Paulo para entregar as novas instalações do Centro de Quimioterapia. O gestor de Promoção da Saúde, Tiago Texera, e o superintendente do HSV, Matheus Gomes, também participarão. O espaço foi reformado, climatizado e adequado. No hospital são realizadas, em média, 473 sessões de quimioterapia e 400 consultas por mês.

MP pede reprovação de contas de SP: O Ministério Público de Contas de São Paulo pediu a reprovação dos gastos do governo do estado. O parecer é relativo ao ano de 2018, cuja gestão foi dividida entre Geraldo Alckmin (PSDB), de janeiro a março, e Márcio França (PSB), de abril a dezembro. O documento, que agora será analisado pelo TCE, aponta irregularidades como benefícios fiscais concedidos por meio de decreto do governador, sem passar pelo Legislativo, e gastos insuficientes na educação.

Novo projeto pode economizar mais: O presidente Bolsonaro afirmou ontem, durante café da manhã com deputados federais, no Palácio do Planalto, que o governo estuda um projeto que pode gerar melhor resultado fiscal do que a economia estimada com a reforma da Previdência, que é de cerca de R$ 1,16 trilhão em 10 anos. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência informou não ter detalhes sobre a proposta, que “será divulgada oportunamente”.

Anistia tem trabalho agilizado

Presidente afirma que tem compromisso com o ex-juiz federal Sergio Moro


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/ato-pro-bolsonaro-deve-comecar-as-10h-confira-outros-destaques-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN