Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Consórcio com o AUJ pode melhorar SVO; confira os destaques do Pela Ordem

BÁRBARA DE NÓBREGA MANGIERI | 29/03/2018 | 03:35

A coluna Pela Ordem é o espaço do Jornal de Jundiaí dedicado aos bastidores da política, tanto de Jundiaí e da Região como do Brasil. A coluna é publicada de segunda a sábado na página de política na versão impressa do Jornal de Jundiaí e no JJ.com.br. Confira os destaques desta quinta-feira (29).

Informatização da rede pronta em 2019: Ainda durante a audiência pública de ontem, o gestor da Unidade de Promoção da Saúde, Tiago Teixeira, afirmou que, até o fim de 2019, todos os equipamentos de saúde da cidade terão acesso ao prontuário eletrônico. “Com isso, o paciente pode passar por qualquer Unidade Básica de Saúde, de Pronto Atendimento ou hospital e o médico terá acesso ao histórico de consultas, exames e medicamentos do paciente”, explicou.

Consórcio com AUJ pode melhorar SVO: O Serviço de Verificação de Óbito (SVO) de Jundiaí pode ser alvo de um consórcio entre as sete cidades da Região para dividir os custos, segundo revelou Tiago Texera. “Mais da metade dos atendimentos do SVO em 2017 foi para a Região, mas não recebemos verba dos municípios nem dos outros entes federais para isso”, explicou. “Não compensa cada cidade ter o seu, mas um consórcio seria ideal”, disse.

Saúde mostra produção de 2017: O gestor de saúde também mostrou o resultado de todo o dinheiro investido em 2017. Entre os dados apresentados, a média mensal de consultas básicas com equipe multidisciplinar foi de 38.187; 14.390 de atendimentos odontológicos e 5.469 atendimentos psicossociais. “No Hospital São Vicente e no Hospital Universitário, juntos, foram quase 40 mil internações e 16 mil cirurgias ao longo do ano”, disse.

Contas de 2014 de Jarinu são rejeitadas: A Câmara Municipal de Jarinu desaprovou as contas públicas de 2014 do ex-prefeito Vicente Zacan (PTB). Os vereadores concordaram em unanimidade com o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que já havia rejeirado as contas de 2015. Os principais fatores que levaram à desaprovação das contas foram as excessivas alterações orçamentárias, a incapacidade de se pagar dívidas e o não recolhimento do INSS dos funcionários públicos.

Subsídio escolar custa R$ 4,6 milhões: A Prefeitura de Jundiaí gastou R$ 4,6 milhões com a compra de 1,8 milhão de passes de ônibus escolar e quase 250 mil passes comuns para a Unidade de Gestão de Educação (UGE). Os passes devem durar seis meses e foram comprados da Transurb (Transportes Urbanos de Jundiaí Ltda). Os passes serão distruibuídos aos alunos da rede de ensino que residem em bairros distantes das escolas.

Ochi será o novo ministro da Saúde: O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, deixará o cargo para assumir o Ministério da Saúde no lugar de Ricardo Barros. Os dois são filiados ao PP. A decisão foi tomada pelo presidente Michel Temer durante uma reunião na tarde de ontem (28) com o presidente do PP, senador Ciro Nogueira. Na conversa, Temer chegou a argumentar que seria mais tranquilo manter Occhi na Caixa, mas Ciro defendeu que ele tem perfil técnico e está acostumado à legenda.


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/consorcio-com-o-auj-pode-melhorar-svo-confira-os-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN