Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

GUEDES DIZ QUE O BRASIL NÃO PODE ESPERAR; CONFIRA OUTROS DESTAQUES DO PELA ORDEM

DA REDAÇÃO | 18/04/2019 | 05:01

Guedes diz que o Brasil não pode esperar
O Brasil não pode ficar parado esperando a aprovação da reforma da Previdência, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, após reunião, ontem (17), com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e presidente do Senado, Davi Alcolumbre, na residência oficial do Senado, em Brasília. “Não podemos ficar parados esperando isso [reforma da Previdência]. Isso vai ser votado em 2, 3, 4 meses. E temos que continuar deflagrando as reformas”, disse Guedes.

Força nacional contra os indíos
Com receio dos protestos marcados para a próxima semana, inclusive de índios, o governo federal autorizou que o uso da Força Nacional seja acionada para realizar a segurança da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes nos próximos 33 dias. De acordo com o Palácio do Planalto, a iniciativa é “preventiva”.

Marinho diz que governo vai negociar
O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, confirmou que o governo aceitou negociar a reforma da Previdência para facilitar a aprovação na CCJ. Tivemos uma primeira conversa com membros de vários partidos, que têm algumas restrições ao projeto e estamos aptos a negociar. O acordo tem que ser feito por inteiro. Vamos continuar a conversar”, declarou o secretário.

Líder do PSL confirmou encontro
O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), confirmou ter recebido o relato da deputada Alê Silva (PSL-MG) sobre os esquemas das candidaturas laranjas em Minas Gerais e afirma que mencionou a possibilidade de ela obter proteção da Polícia Legislativa. Major Vitor Hugo disse que não tinha o que fazer sobre o caso e que teria recomendado a ela que procurasse as autoridades e solicitasse proteção à Câmara.

Governo argentino faz congelamento
O governo argentino anunciou nesta quarta-feira (17) medidas para acalmar a população após as notícias negativas sobre a economia -na terça (16) foi divulgado que o índice de inflação de março foi de 4,7% e, há duas semanas, que a pobreza chegou a 32%. O pacote inclui congelamento de preços de 60 itens da cesta básica por seis meses, benefícios fiscais para as pequenas e médias empresas e descontos em medicamentos.

Caminhoneiros de Portugal em greve
Uma greve convocada pelo sindicato dos caminhoneiros que transportam materiais perigosos deixou vários pontos de Portugal -inclusive aeroportos e serviços de ambulância- sem combustível nesta quarta (17). Já são pelo menos 3.000 postos de combustíveis fechados devido à falta de gasolina e diesel. Na capital e em muitas áreas metropolitanas, motoristas enfrentam longas filas para abastecer. Voos foram cancelados em Faro, na região do Algarve.

T_guedes


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/guedes-diz-que-o-brasil-nao-pode-esperar-confira-outros-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN