Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Lula teria pedido propina a Sarkozy; Confira outros destaques do Pela Ordem

DA REDAÇÃO | 19/03/2019 | 05:00

Duas pautas que foram adiadas em sessões da Câmara de Jundiaí serão votadas nesta terça (19). A primeira é sobre o Projeto de Lei do vereador Gustavo Martinelli (PSDB) que institui a campanha de conscientização sobre a síndrome de Irlen. A segunda, do vereador, Cícero (PROS) e Romildo (PR), para ampliar a exigência de dispensadores de álcool gel em locais onde há consumo imediato de alimentos.

Na 95ª sessão da Câmara de Jundiaí serão votadas denominações para uma praça e duas ruas da cidade, sendo a primeira, Praça Jayr Dias Sobrinho, no Parque Eloy Chaves; a segunda rua João Franco de Oliveira, na Vila Alvorada e, por último, rua José Travalin a rua 2 no loteamento Jardim Flora, no bairro do Medeiros.

Pela Moção Nº 187/2019, os vereadores Douglas Medeiros (PP) e Antônio Carlos Albino (PSB) apelam ao Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), para desarquivar o projeto do ex-senador Cássio Cunha Lima a respeito da obrigatoriedade de contratação do seguro-garantia pelo tomador a administração pública, com o objetivo de desvincular os crimes de corrupção entre o poder público e construtoras.

O diretor-presidente da Escola de Gestão Pública (EGP) da Prefeitura de Jundiaí, Silas Feitosa, é um conservador no quadro político da gestão Luiz Fernando Machado. Alinhado às pautas da direita, Silas cumpriu agenda recentemente com membros do governo Jair Bolsonaro, em Brasília. No Congresso Nacional, ele também foi recebido pelo parlamentar Eduardo Bolsonaro, a quem fez o convite para conhecer a estrutura da EGP de Jundiaí.

O ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil) disse nesta segunda-feira (18) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acertou o pagamento de propinas para a compra de helicópteros e para a construção de submarinos nucleares numa reunião com o então presidente francês Nicolas Sarkozy, em 2009. Segundo o ex-ministro, o encontro se deu em 7 de setembro daquele ano, numa visita de Sarkozy ao Brasil, e varou a madrugada.

Representante do Ministério Público no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, defende que, em casos de uso de candidatas laranjas para burlar a cota de 30% de candidaturas femininas, todos os integrantes da coligação sejam punidos com inelegibilidade e/ou perda do mandato. O TSE começou a julgar na quinta (14) um processo sobre candidatas laranjas na eleição municipal de 2016.


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/lula-teria-pedido-propina-a-sarkozy-confira-outros-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN