Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Sessão da Câmara: vereador pastor pede desculpas a religiões africanas; veja outros destaques do Pela Ordem

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI | 10/07/2018 | 05:01

CONDE SE RETRATA COM RELIGIÕES AFRICANAS: Vale lembrar que também está marcado para a sessão desta terça (10) da Câmara Municipal o pedido oficial de desculpas do vereador e pastor Roberto Conde (PRB) a todas as religiões de matriz africana. O parlamentar foi acusado por advogados de intolerância religiosa em novembro de 2017, quando fez uma publicação em suas redes sociais pedindo “que o povo de Deus orasse por Jundiaí” durante uma sessão que homenageava a comunidade umbandista.

PROJETO CRIA CARGO DE PROCURADOR NA FUMAS: Será votado pelos vereadores de Jundiaí na noite desta terça (10) o PL 12.551, que autoriza a criação de mais um cargo de procurador jurídico na Fundação Municipal de Ação Social (Fumas). Segundo a justificativa do projeto, faz-se necessária a contratação de um quarto procurador para dar conta das demandas do órgão, que teve sua ação expandida não somente na habitação mas em ações sociais e serviços funerários.

PARQUE TECNOLÓGICO GANHA IMÓVEL: Outro projeto de lei a ser votado na sessão trata da doação de um imóvel pela Fundação Antônio Antonieta Cintra Gordinho para a implantação de Parque Tecnológico na cidade. Segundo o texto, foi acordada junto à Fundação a prorrogação do prazo previsto para 31 de outubro de 2020. As ações possuem adequação orçamentária.

VEREADOR DIKA QUER REDES NOS EDIFÍCIOS: O vereador Dika Xique-Xique (PR) terá seu projeto de lei complementar apreciado na noite de hoje. A proposta altera o Código de Obras e Edificações para prever redes de proteção nas sacadas dos prédios. Cícero da Saúde (PROS) também terá um projeto votado. O PL 12.157 prevê a entrega a domicílio de remédios de alto custo para pessoas idosas ou com deficiência. A proposta, porém, é inconstitucional.


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/sessao-da-camara-vereador-pastor-pede-desculpas-a-religioes-africanas-veja-outros-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN