Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Situação do ministro da educação é crítica; Confira outros destaques do Pela Ordem

DA REDAÇÃO | 16/03/2019 | 05:01

Situação do ministro da educação é crítica: Já é dada como certa a saída do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, do governo de Bolsonaro. Ele enfrenta forte resistência interna, com sete demissões de funcionários e ontem (15) a bancada evangélica pediu sua demissão. Políticos já indicam nomes para a substituição, inclusive do ex-ministro Mendonça Filho. Há indicações também de pessoas ligadas ao Capes e ao ITA, de São José dos Campos.

Reforma é tema de encontro no palácio: No Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu ontem (15) com o deputado federal Felipe Francischini (PSL-PR), que vai comandar a CCJ da Câmara. Em pauta, a tramitação da reforma da Previdência. Participaram do encontro o líder do governo na Câmara, deputado Major Victor Hugo (PSL-GO), e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Parlamentares descontentes com STF: A decisão do STF de que crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, quando investigados junto com caixa dois, devem ser processados na Justiça Eleitoral, e não na Federal, inflamou ainda mais a relação do STF com parte do Congresso. Parlamentares que já vinham se manifestando contra o chamado “ativismo judicial” intensificaram a mobilização e já começaram a apresentar medidas para alterar a decisão e de enfrentamento aos magistrados do STF.

Bolsonaro lamenta ataque de direita: O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta sexta-feira (15) os ataques a duas mesquitas na cidade de Christchurch, no sul da Nova Zelândia, que deixaram pelo menos 49 mortos e 48 feridos. Pelo Twitter, Bolsonaro prestou condolências ao povo neozelandês, às famílias e aos amigos das vítimas. “O Brasil condena totalmente essa crueldade! Nos unimos aos neozelandeses em solidariedade neste momento difícil. Que Deus conforte a todos!”, escreveu.

Alesp adianta a posse para 1 de fevereiro: A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta quinta-feira (14) a PEC (proposta de emenda à Constituição do estado) que antecipa a posse dos deputados paulistas para o dia 1º de fevereiro. Atualmente os deputados assumem a cadeira em 15 de março, dois meses e meio depois que o governador inicia o mandato. Com a mudança, a partir da 21ª legislatura, em 2027, os membros da Assembleia serão empossados no mesmo dia do Congresso.

Cúpula da PF viaja Aos estados unidos: A cúpula da Polícia Federal estará nos Estados Unidos na mesma semana em que o presidente Jair Bolsonaro fará sua primeira visita de caráter bilateral àquele país. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou o afastamento do país – de 16 a 23 de março- dos delegados Maurício Valeixo, Igor Romário de Paula e Erika Mialik Marena, respectivamente, diretor-geral PF, diretor de Investigação e diretora do Departamento de Recuperação de Ativos.

DIVULGAÇÃO/INTERNET


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/situacao-do-ministro-da-educacao-e-critica-confira-outros-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN