Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vereador critica corporativismo político; Veja outros destaques do Pela Ordem

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI | 26/07/2018 | 05:00

LIGABÓ DECIDE FICAR DE FORA DAS ELEIÇÕES: Em resposta a um vídeo divulgado pelo presidente do PPS, Roberto Freire, que convocou o vereador Wagner Ligabó (PPS) entre os “homens de bem” que deveriam estar na política, o parlamentar postou em suas redes sociais um vídeo educadamente recusando o convite do partido para ser candidato a deputado estadual.

Em sua publicação, Ligabó afirma que o corporativismo da máquina pública o ‘amedronta’. “Eu, se eleito, seria apenas mais um nesta engrenagem com quase nenhum poder de fogo”, afirmou. O vereador disse, ainda, que não vê como poderia contribuir com a Região no cargo de deputado estadual e reafirmou sua fidelidade aos 4.036 eleitores que o quiseram vereador. “Voto de confiança não se quebra”, afirmou.

PALMARINI DEBATE PROTEÇÃO DE ANIMAIS: O vereador Leandro Palmarini se reuniu, nesta terça (24) com o gestor de Planejamento e Meio Ambiente, Sinésio Scarabello Filho, para propor a exigência de passagens de fauna em novos empreendimentos a serem aprovados. “Assim evitamos a grande quantidade de atropelamentos de animais silvestres nas vias e estradas e blindamos as reservas e matas ainda intactas”, disse o parlamentar em suas redes sociais.

MARTINELLI ACOMPANHA EXECUÇÃO DE REIVINDICAÇÕES: O presidente da Câmara de Jundiaí e pré-candidato a deputado estadual, Gustavo Martinelli (PSDB), divulgou algumas reivindicações que estão sendo atendidas em relação ao Complexo Esportivo Helena Cestari, na Vila Comercial. Além da iluminação, que está sendo colocada, o vereador cita o término das obras dos vestiários e a construção de uma pista de skate, que será feita com emenda parlamentar do deputado federal Miguel Haddad.

TOFFOLI NEGA HABEAS CORPUS A LULA: O vice-presidente do STF, ministro Dias Toffoli, rejeitou nesta quarta-feira (25) um habeas corpus protocolado por um advogado em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pedido não foi feito pela defesa do petista. Ao analisar o habeas corpus, Toffoli entendeu que o pedido de liberdade não se enquadra nas hipóteses de urgência para ser analisado durante o plantão do recesso de julho na Corte.

CAMPANHAS IRÃO GASTAR R$ 200 MILHÕES: Com a proibição de receberem doações de empresas nas eleições deste ano, os candidatos à sucessão de Michel Temer estimam despesas mais modestas na disputa. A previsão inicial das principais campanhas é de gastarem, juntas, cerca de R$ 200 milhões. O valor, que costuma ser ajustado ao longo do processo eleitoral, é 45% do que foi desembolsado somente para reeleger Dilma Rousseff (PT) em 2014, em valores atualizados pela inflação.

Wagner Ligabó, vereador de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/pela-ordem/vereador-critica-corporativismo-politico-veja-outros-destaques-do-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN