Polícia

Pastor evangélico impede suicídio em viaduto de Jundiaí

O pastor passava pelo viaduto e suspeitou que o homem iria se jogar


Divulgação
Pastor e guardam participam de ação contra suicídio
Crédito: Divulgação

Um pastor evangélico impediu um homem de 36 anos de se suicidar na tarde desta quinta-feira (24), em Jundiaí. A vítima, que faz uso de medicamentos controlados, passa por problemas familiares e estava abalado com o fim do relacionamento com a namorada, estava em cima do viaduto da avenida Alceu Damião Peixoto, ao lado da Astra, sobre a Anhanguera – que liga a avenida Prefeito Luiz Latorre à região do Jardim Guanabara -, quando o pastor Cristiano José da Silva o interceptou e o convenceu a desistir de se jogar.

Silva, que é líder religioso da Igreja Universal do Reino de Deus, templo do bairro Retiro, passava de carro pelo viaduto quando suspeitou do que estava por acontecer. “Eu estava indo para a igreja, quando o avistei de longe. Como eu suspeitei, reduzi a velocidade e fiquei observando”, comentou ele, que completou. “Enquanto eu passava, notei que ele colocou uma das pernas por entre as ferragens do parapeito, olhando fixamente para baixo. Foi então que não tive mais dúvidas de que ele iria se jogar”.

O pastor então acelerou, fez o retorno, estacionou o carro sobre o viaduto e acionou o pisca-alerta. “Fui até ele e questionei o que ele estava fazendo, momento em que me disse que iria de matar. Começamos a conversar e ele me contou sobre seus problemas. Passei então a pregar sobre a palavra de Deus, dizendo que aquela não era uma opção, que se ele se matasse, o sofrimento seria ainda maior. E disse também, a ele que, o que quer que fosse seu problema, existia solução”.

Após algum tempo de conversa o rapaz então desistiu de atentar contra a própria vida, saiu do parapeito e foi seguro por Silva. Nesse momento chegaram também os guardas municipais Pierre e Vilson, que acabaram por sacramentar o salvamento, também conversando com a vítima.

Cristiano Silva, que curiosamente faz parte de um projeto chamado 'Help', formado por pastores e fieis de Jundiaí, que justamente trabalha em apoio a pessoas que pensam em buscar no suicídio a solução para seus problemas, comemorou. “Fiquei muito feliz e me coloquei à disposição para ajudá-lo. Tomei nota do endereço e telefone dele e vou acompanhá-lo”, salientou.

Posteriormente uma viatura de resgate do Corpo de Bombeiros compareceu ao local e prestou atendimento ao homem, que foi encaminhado ao Centro de Atendimento Psicossocial.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: