Polícia

Durante caça a quadrilha neste domingo, PM apreende metralhadora e 7,5kg de drogas na Região


Divulgação
Drogas e armas foram apreendidas no Plantão Policial e os casos serão investigados
Crédito: Divulgação

Já passavam de incessantes 25 horas de caça a uma quadrilha com aproximadamente 10 criminosos, que havia invadido uma empresa no bairro Pinhal, em Cabreúva e roubado dois caminhões carregados com alumínio, quando na tarde deste domingo (18), policiais militares da 2ª Cia do 11º Batalhão apreenderam uma metralhadora de calibre .40, além de um revólver 38, possivelmente usados pelo bando durante o roubo. Em meio aos trabalhos de procura pelos bandidos, os PMs ainda acabaram prendendo uma mulher, de 24 anos, com 7,5 kg de drogas.

A quadrilha, fortemente armada, invadiu a empresa na noite deste sábado (17) e rendeu os funcionários. Os ladrões deixaram o local levando os dois caminhões carregados com tarugos de alumínio e um veículo Astra.
Assim que tomou conhecimento do crime, a PM mobilizou várias viaturas para tentar prendê-los. As guarnições se dividiram para patrulhamento em pontos estratégicos de Cabreúva e região e, por acaso, acabaram apreendendo grande quantidade de drogas no bairro Vilarejo. O flagrante ocorreu quando policiais passavam pela rua Inglaterra e suspeitaram de uma mulher, que saía de uma casa com duas mochilas.

Ela foi abordada e, de pronto, informou que carregava drogas, momento em que foram acionadas viaturas de apoio. Os policiais encontraram uma balança de precisão, 3.319 tubetes com cocaína (totalizando 5.217 kg), 586 gramas de pasta base de da mesma droga, um tijolo de crack pesando 932 gramas, 506 gramas de cocaína em pó (ainda não embaladas), e um tijolo de maconha pesando 293 gramas.

A traficante foi conduzida ao Plantão Policial, onde teve voz de prisão ratificada e ficou à disposição da Justiça.

Armas
Durante a permanência no local da apreensão do entorpecente, os PMs obtiveram uma informação de um transeunte, de que, minutos antes, ele havia ouvido uma conversa em um ponto de tráfico na rua Adélia, em que criminosos combinavam de deixar as armas de um roubo que haviam cometido , ao lado de uma lixeira na estrada do Kajita.

Imediatamente as equipes se dirigiram ao local, onde nenhum suspeito foi avistado. Contudo, ao serem realizadas buscas próximo à lixeira, eles localizaram duas armas de fogo, com numeração suprimida. A metralhadora estava municiada com quatro cartuchos e o revólver, com seis.

As armas foram levadas para o Plantão Policial. A Polícia Civil, possivelmente a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, vai investigar o caso, inclusive para saber se o armamento encontrado foi, de fato, utilizado pela quadrilha no roubo à empresa de alumínio.

Os PMs, agora, continuam em trabalho de inteligência e patrulha, na caça ao bando. Participaram das duas ocorrências as equipes de Comando de Força Patrulha (CFP), com o 1° tenente Iuri e soldados Bruno Dias e Pontes; Comando de Grupo Patrulha (CGP), com o 1° sargento Delgemo e soldados Pietro e Jonatas, e CFP-3 (diurno), com o 1° tenente Begalli, cabo Aparecido e soldado Fábio.


Notícias relevantes: