Polícia

PM detém, vítima não reconhece, e suspeitos de roubo são soltos em Jundiaí


DIVULGAÇÃO
O carro e o celular, recuperados por policiais militares no Jardim Tulipas, foram devolvidos à vítima após registro do caso no Plantão Policial
Crédito: DIVULGAÇÃO

Policiais militares da 2ª Cia do 11º Batalhão detiveram dois homens entre os bairros Jardim Tulipas e Água Doce, em Jundiaí, na noite deste domingo (25), suspeitos de roubarem um veículo Onix momentos antes, de uma mulher, na Vila Hortolândia. Na delegacia, a vítima, ainda assustada, disse que não tinha condições de reconhecê-los como autores do crime, motivo pelo qual eles foram liberados e serão investigados.

A mulher, que tem 31 anos, disse que chegava em sua casa quando foi abordada por dois bandidos, mascarados e armados, que lhe disseram “deixa a chave”. Com medo ela saiu do carro e os criminosos se evadiram com o automóvel, levando também seu celular.

Ela encontrou meios de acionar a PM, via 190, e as informações de características físicas e cores das vestes usadas por eles foram repassadas a viaturas de área. Durante patrulhamento, as equipes receberam informações de que um Onix, branco, havia passado em alta velocidade pela avenida Daniel Pelizare, no sentido Jardim Tulipas.

As equipes então fecharam os acessos ao bairro, sendo que eles foram avistados e empreenderam em fuga, conseguindo fugir da vista dos policiais. Pouco tempo depois a guarnição do Comando de Força Patrulha (CFP), com os PMs 1º tenente Iuri e soldados Bruno Dias e Pontes, se deparou com o carro parado em uma rua, na contramão, com os faróis acesos. Ao lado do automóvel havia um suspeito, que foi abordado imediatamente. Um outro correu por uma viela, mas foi alcançado e detido.

Ambos, que têm passagens criminais, negaram participação no crime, inclusive alegando que poderiam apresentar testemunhas de que estavam em outros locais na hora do roubo. Também em sua defesa, eles afirmam terem visto quando dois homens pararam o carro e fugiram pelas vielas, momentos antes de eles serem abordados. Apesar disso, por terem as características de compleição física apontadas pela vítima, foram conduzidos ao Plantão Policial, para aonde a mulher roubada também se dirigiu.

Ainda nervosa, disse que os bandidos usavam máscaras e que não tinha condições de reconhecê-los, com precisão. Diante disso, eles foram indiciados e liberados para serem investigados. O carro, bem como o celular encontrado no automóvel, foram devolvidos.

Participaram do cerco as equipes cabo Oliveira e soldado Serafim; soldados Magalhães e K. Oliveira; e 2° sargento Martins e soldado Maykon.


Notícias relevantes: