Polícia

Filho ameaça matar a mãe, agride o amigo, e é preso em Jundiaí


DIVULGAÇÃO
Os interessados podem se inscrever até dia 9 de fevereiro, exclusivamente pelo site da Fundação Getúlio Vargas
Crédito: DIVULGAÇÃO

Um homem de 24 anos foi preso por policiais militares, em flagrante, na Ponte São João, em Jundiaí, na noite desta terça-feira (27), após ameaçar de matar a própria mãe, de 49 anos, e agredir um amigo da família, de 21. O investigado já respondeu a processo por tentativa de homicídio, o que pesou na decisão do delegado Victor Hugo Pizzolatti em pedir que a Justiça converta o flagrante em prisão preventiva durante audiência de custódia, para preservar a vida da mãe, já que ela requisitou medida protetiva de urgência.

A mãe acionou a PM após sofrer as ameaças e agressões contra seu amigo. Ao receber os policiais, na rua, relatou que o filho tem problemas mentais, é usuário de entorpecentes e estava surtado e armado com uma faca, dentro de sua casa, com sua autorização. Ela, inclusive, disse que as ameaças de morte são constantes.

Os policiais então o abordaram e, por conta de se estar muito agitado, o algemaram, fazendo sua condução para a delegacia.

Após ouvir os relatos da genitora, do amigo agredido e também dos agentes, o delegado entendeu havia estado de flagrante a ratificou voz de prisão dada pelos PMs.

Com o pedido da mãe por medida protetiva e diante o fato de o filho já responder a processo por tentativa de homicídio, Pizzolatti entendeu que, se ele fosse colocado em liberdade durante audiência de custódia, poderia oferecer risco às vítimas. Por isso, salientou à Justiça a necessidade de mantê-lo encarcerado durante as investigações, que devem ser realizadas pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).


Notícias relevantes: