Polícia

Dise acaba com 'disk-drogas' sintéticas na Região

Um homem foi preso e indiciado por tráfico de entorpecentes


Divulgação
O traficante cobrava cerca de R$ 50 pelo comprimido
Crédito: Divulgação

Policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Jundiaí prenderam um homem no Jardim Mirante, em Várzea Paulista, suspeito de manter um esquema de tráfico de drogas sintéticas, através de pedidos por telefone, em sua casa. Foram apreendidas 63 porções de ecstasy e 25 de skunk.

De acordo com o delegado Marcel Fehr, há alguns dias a delegacia recebeu denúncia de que um homem estaria vendendo esse tipo de droga, incomum na Região, pelo sistema ‘delivery ‘. Os agentes passaram a investigar e, até o momento, apuraram que os clientes encomendavam o entorpecente e iam até a casa dele para retirar. Também é apurado a situação em que ele fazia a entrega ao comprador. Cada comprimido era vendido por cerca de R$ 50, valor que já incluía a logística da compra, busca e revenda, efetuadas por ele.

Após as diligências e identificação do investigado, os policiais foram à sua procura. Localizado próximo de sua casa, ele levou a equipe até a residência, onde foram localizadas as drogas. “A princípio apuramos que ele não fabrica a droga. Acreditamos que trabalhe em parceria com alguém que produz, vende para ele, que revende a seus clientes. Mas tudo ainda está sendo investigado”, salientou o delegado.

Na casa os investigadores encontraram ainda um celular e R$ 450, que foram apreendidos.

O criminoso, que já tem passagem por tráfico, foi indiciado também por este crime e ficou à disposição da Justiça.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: