Polícia

Motociclista 'fura' comando, mas cai e é preso com euros, dólares e droga

Com ele havia valores em reais, euro e dólar, além de uma porção de maconha


Divulgação
O dinheiro foi apreendido pela Polícia Civil
Crédito: Divulgação

Um motociclista foi preso por policiais militares da 2ª Cia do 49º Batalhão, no Centro de Itatiba, na tarde desta quarta-feira (18), após ‘furar’ o comando e tentar se evadir. Em manobra arriscada ele só não atropelou um policial, porque um agente da equipe empurrou a moto, mudando sua direção. O condutor, então, se desequilibrou e caiu. Com ele havia valores em reais, euro e dólar, além de uma porção de maconha. A prisão foi ratificada em flagrante, na delegacia, pelos crimes de lavagem de dinheiro, desobediência e porte de entorpecente.

Os PMs faziam comando de fiscalização de trânsito, quando deram ordem de parada ao motociclista que se aproximava. Este, por sua vez, reduziu a velocidade e rum ou em direção ao local apontado pelo agente para que estacionasse. Porém, ele repentinamente mudou a direção e acelerou, indo em direção a um PM. Um parceiro de equipe, ao perceber que o colega seria atropelado, empurrou a moto para mudar a direção, o que provocou o desequilíbrio do condutor. Com isso ele acabou caindo.

Com ele detido, os policiais efetuaram revista e localizaram uma porção de maconha e dinheiro: US$ 2.500 (dólares), € 200 (euros), R$ 988.

Duas versões
Questionado, ele disse aos policiais militares que a droga era para seu consumo. Sobre o dinheiro, alegou que havia trocado em uma casa de casa de câmbio, sem apresentar, porém, documentos que comprovassem a movimentação.

Diante dos fatos ele foi conduzido ao DP, onde muadou sua versão ao durante depoimento à Polícia Civil, supostamente confessando que o dinheiro não era dele, que estava apenas efetuando o transporte dos valores, não informando a quem pertencia e nem para aonde estava levando. Ainda de acordo com esta nova versão, ele não havia confessado antes, pois se falasse algo "cabeças iriam rolar".

Após ser autuado em flagrante e indiciado pelos três crimes cometidos, ele ficou à disposição da Justiça.


Notícias relevantes: