Polícia

Heróis da vida real, GMs impedem suicídios em Campo Limpo e Jundiaí

Na manhã desta quarta-feira (2) convenceram uma jovem de 23 anos a desistir de se atirar do viaduto Sperandio Pelliciarri


DIVULGAÇÃO
GMs Centro e Bairro Seguro, e Maria da Penha, atenderam a ocorrência
Crédito: DIVULGAÇÃO

Guardas municipais de Jundiaí foram heróis da vida real, no final da manhã desta quarta-feira (2), ao conseguirem convencer uma jovem de 23 anos a desistir de se atirar do viaduto Sperandio Pelliciarri, ao lado da antiga Duratex, na região da Ponte São João, em Jundiaí. O motivo, segundo ela, foi por não suportar a dor do fim do relacionamento amoroso. 

Situação semelhante ocorreu em Campo Limpo Paulista, onde GMs também obtiveram êxito em convencer um jovem, de 23 anos, a não pular do viaduto Brigadeiro Eduardo Gomes, na região central.

Jundiaí

Agentes da Central de Operações da Guarda flagraram através de câmeras de monitoramento, uma mulher no parapeito do viaduto, aparentemente prestes a se suicidar. Equipes do Centro Seguro, Patrulha Guardiã Maria da Penha e Bairro Seguro foram acionadas e se deslocaram até o local, onde comprovaram a suspeita.

De acordo com informações da corporação, a mulher, que é moradora em Franco da Rocha, estava visivelmente abalada emocionalmente. O ex-namorado, inclusive, estava próximo a ela e tentava dissuadi-la. ”Eu estava assustado em vê-la transtornada e querendo pular”, disse o rapaz, de 32 anos.

Após ser acalmada, a jovem foi conduzida pela Patrulha Guardiã ao Pronto Socorro do Hospital São Vicente.

Campo Limpo

A GM foi solicitada por populares, que informaram que um homem estaria ameaçando cometer suicídio. Quando os guardas Rocha e Max chegaram, o encontraram já do lado externo do parapeito, decidido a se jogar.

Em conversação com a vítima, ele alegava não querer mais viver, após romper relacionamento de quatro anos com a noiva. Os agentes conseguiram acalmá-lo e distraí-lo, até que o agarraram e o puxaram para a zona de segurança.

Uma ambulância foi solicitada e prestou atendimento ao jovem, que foi acolhido por seus familiares.

Caso recente

No dia 24 de setembro o pastor evangélico Cristiano José da Silva passava pelo viaduto da avenida Alceu Damião Peixoto, ao lado da Astra, sobre a Anhanguera, quando notou que um homem estava prestes a se suicidar. O religioso então estacionou o carro e foi até a vítima, iniciando uma conversa. Após alguns minutos ele conseguiu convencer o homem a desistir do ato, o convidando inclusive a receber acompanhamento através de um projeto social destinado justamente a ajudar pessoas nessa condição.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: