Polícia

Operação Pancadão, a partir de agora, vai até o sol raiar

Com o encerramento das operações por volta das 3 horas, a bagunça era instalada


Divulgação
.
Crédito: Divulgação

A Operação Pancadão, realizada conjuntamente entre Polícia Militar e Guarda Municipal, em vários bairros periféricos de Jundiaí e Região, só vai acabar, no São Camilo, depois que o cidadão de bem sair de casa para trabalhar. A iniciativa vai de acordo com pedidos de moradores do bairro, que comemoravam as operações, mas lamentavam o fato de que funcionavam até entre 2 h e 3 h da ma madrugada. Após isso, o tráfico voltava a funcionar, os baderneiros tomavam as ruas, e a bagunça era instalada. A primeira atividade neste novo formato ocorreu entre a noite de sexta-feira (8) e manhã de sábado (9), com repeteco nesta noite de sábado para domingo (10).

É comum, nos comentários de postagem em redes sociais, de matérias sobre combate aos bailes funk, os moradores do bairro dizerem que, quando tem bagunça, ninguém dorme e o trabalhador não descansa. E quando tem, o que vem ocorrendo com bastante frequência, são acordados no meio da madrugada com som alto, gritaria e vandalismo. Assim como também é frequente comentários de pessoas caçoando das ações policiais, prometendo tomar as ruas quando os agentes forem embora.

Sendo assim, PM e GM decidiram varar a noite. Monitorando a movimentação pela realização de festas, os agentes chegarão sempre antes dos festeiros. Nestas duas primeiras investidas, neste final de semana, várias viaturas tomaram todos os pontos de tráfico e realização de pancadões, no bairro. “E a partir de agora será assim. Vamos embora só de manhã”, comentou o subinspetor Roberto, da GM.

As operações poderão, ainda, ocorrer com somente uma das corporação.


Notícias relevantes: