Polícia

Suspeito de matar motociclista na Marginal do Rio Jundiaí é identificado

Apesar de o suspeito negar ter batido na moto, algumas provas já coletadas condenariam o homem


Divulgação
Carro
Crédito: Divulgação

O homem que, possivelmente, tenha sido o autor da colisão traseira contra uma motocicleta, ocupada por duas mulheres, na noite do último sábado (6), na pista sentido Jundiaí-Várzea Paulista, da Marginal do Rio Jundiaí, em Jundiaí, foi identificado esta semana. Com o impacto, uma delas foi arremessada debaixo de um caminhão e ficou presa entre as ferragens. Ela morreu no local.

Já a outra mulher, que estava na garupa, sofreu ferimentos graves, passou por cirurgia, e está se recuperando. O suspeito, que foi intimado e se apresentou na última quinta-feira (11), confessou ter batido no caminhão, mas afirma que não se chocou contra a moto.

Apesar de o suspeito negar ter batido na moto, algumas provas já coletadas condenariam o homem. Se a perícia corroborar com as provas já coletadas, ele será acusado de homicídio. E, neste caso, existem duas possibilidades: doloso (com intenção de matar), caso seja provado que ele estava embriagado e/ou acima da velocidade compatível (60km/h); ou culposo. Qualquer um dos tipos, que seja definido, poderá ser carregado com o crime de ‘fuga de local de acidente’, agravado por ‘omissão de socorro’. 

Como não houve flagrante, o suspeito foi liberado, sob a condição de se apresentar quando acionado novamente.


Notícias relevantes: