Polícia

Menina de 12 anos salva mãe de agressões pedindo socorro na janela de casa

O pai, que estava embriagado e muito violento, agredia a mãe da criança


TV Brasil
Caminhos da Reportagem – Elas contra a violência doméstica
Crédito: TV Brasil

Criança de 12 anos gritou pela janela pedindo socorro porque o pai estava agredindo a mãe, na noite deste sábado (29), em Campo Limpo Paulista. 

Guardas municipais foram destacados para atender a ocorrência de violência doméstica em uma residência do bairro São José 2. Quando a equipe chegou ao local, presenciou a criança gritando pela janela.

Os guardas pediram para a criança abrir a porta. Ela contou que o pai trancou ela e a mãe dentro do imóvel e que a mãe estava “presa” no banheiro.

Quando os agentes chegaram à cozinha da casa, o morador de 41 anos investiu contra a equipe, segurando uma garrafa de conhaque. Muito violento, ele entrou em luta corporal com os policiais e precisou ser algemado.

Depois de imobilizar o marido, os guardas atenderam a mulher, que apresentava lesões. O agressou foi preso em flagrante.

 

Outro caso

Uma moradora da Fazenda Campo Verde, na cidade de Jarinu, de 48 anos, ligou para o número da Guarda Municipal de Jundiaí, pedindo socorro porque estava sendo vítima de agressões do marido, um jardineiro de 47 anos.

O atendente do serviço de emergência do 153 orientou a vítima a ir para um ponto de ônibus e aguardar a chegada de uma viatura. Em seguida ele entrou em contato com a central da GM de Jarinu, pedindo o deslocamento de uma viatura até o local combinado.

Quando os guardas de Jarinu chegaram, encontraram a mulher com vários ferimentos no corpo. Diante da situação, foram até a residência e realizaram a prisão do jardineiro, que foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

A vítima contou que há muito tempo sofre violência doméstica, mas tinha medo de denunciar o marido. A delegada determinou a prisão em flagrante do agressor sem fiança, ficando à disposição da Justiça.


Notícias relevantes: