Polícia

TJ decreta prisão de motorista


O Tribunal de Justiça (TJ) decretou no início da tarde desta sexta-feira (10), a prisão preventiva do motorista Rogério Giugni, de 39 anos, que invadiu um ponto de ônibus e atropelou oito pessoas na quinta-feira (9), em Campo Limpo Paulista.

Segundo a Polícia Civil, ele estava bêbado e não tinha carteira de habilitação. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva - quando o investigado fica preso até o julgamento - durante a audiência de custódia.

Um bebê de 11 meses e uma criança de 8 anos não resistiram aos ferimentos e morreram após o acidente. Outras três pessoas continuam internadas nesta sexta-feira (10), incluindo uma menina de 5 anos. Mais duas crianças de 7 anos receberam alta na quinta.

A assessoria do Hospital Universitário (HU) informou, na manhã desta sexta, que a criança de cinco anos apresentou melhora no quadro e está estável. Mas ainda não há previsão de alta.


Notícias relevantes: