Polícia

Homem é preso por cárcere privado e tortura em Jundiaí

Ele manteve a vítima presa durante a noite enquanto a agredia e queimava suas costas com cigarro


Divulgação
A Guarda Municipal de Jundiaí prendeu um homem em flagrante por cárcere privado e tortura a mulher
Crédito: Divulgação

Um homem de 32 anos foi preso em flagrante neste domingo (19), no Centro, por manter mulher em cárcere privado e torturá-la com queimaduras de cigarro. A Guarda Municipal de Jundiaí recebeu uma denúncia anônima e resgatou a vítima, que estava presa em um quarto de pensão.

Ambos são moradores da pensão em questão. A mulher, de 45 anos, foi arrastada pelo agressor pelos cabelos até seu quarto, onde a prendeu na noite de sábado (18). Segundo informações, ele teria ingerido bebidas alcoólicas antes do crime.

O indiciado a agrediu no rosto, cortou seu cabelo à força com uma faca e teria passado a madrugada toda queimando suas costas com cigarros acesos. Para a tortura, ele teria usado um maço inteiro de cigarros.

O Centro de Operações Táticas da Guarda Municipal de Jundiaí recebeu a denúncia anônima, na manhã de domingo (19), e encaminhou uma equipe, que encontrou a vítima muito abalada e ferida. Ela contou ter sido vítima de violência durante toda a madrugada.

O homem, que já tinha passagem criminal por violência doméstica, foi preso em flagrante e indiciado. Ele responderá por vários crimes diferentes.

 


Notícias relevantes: