Polícia

Mais de 1.000 policiais vão às ruas em ação contra roubo de celular em SP


Divulgação
Polícia Civil
Crédito: Divulgação

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), deflagrou, nesta terça-feira (28), a operação “Capital Mais Segura IV” para o cumprimento de mandados de prisão em desfavor de autores de crimes contra o patrimônio. As atividades também têm viés preventivo, já que são realizadas diligências em estabelecimentos que atuam no ramo de compra, venda, revenda, monte e desmonte de celulares.

Os trabalhos mobilizam mais de mil agentes de segurança pública, com apoio de 460 viaturas, das oito Delegacias Seccionais de Polícia subordinadas ao Decap; dos Grupos Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e Especial de Reação (GER), do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope); bem como da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Até a publicação desta reportagem, foi apurado que ao menos sete criminosos já haviam sido presos na região da 3ª Seccional, responsável pela zona oeste de São Paulo, e outros dois na área da 1ª Seccional, no centro. Os resultados finais da operação serão divulgados pela SSP no fim da tarde desta terça.

No estado, segundo a SSP, foram registrados ao menos 39.681 boletins de ocorrência, em que celulares foram levados por criminosos, entre janeiro e agosto deste ano. Isso representa 26,9% dos 147.214 roubos em geral identificados pelas polícias Civil e Militar no período.

Comparando com os 36.578 boletins, em que celulares constam como levados por bandidos no período, houve aumento de 8,4% neste tipo de assalto nos municípios paulistas.

Dados da pasta também indicam que o número de pessoas assassinadas na capital paulista, em assaltos, subiu de 31, entre janeiro e agosto do ano passado, para 38 no mesmo período deste ano, uma alta de 22,5%. Nos sete primeiros meses de 2021, a zona sul concentrou mais da metade dos latrocínios na cidade, ainda de acordo com dados da SSP.

Os furtos em geral também aumentaram na cidade, entre janeiro e agosto, de 112.358 para 113.807, representando 1,2%. Os furtos de veículos subiram de 18.139 para 22.250 (22,6%) e os roubos de carga aumentaram 2,3%, de 1.865 para 1.909. Os dados são da pasta da Segurança estadual.

 


Notícias relevantes: