Polícia

Criminoso é preso por violência doméstica e ameaça policiais militares de morte

Foi necessária negociação entre os PMs e o bandido para que ele se rendesse sem atentar contra a vida dos agentes, tampouco contra a própria vida


Divulgação
Mulher é agredida pelo próprio cunhado em Jundiaí
Crédito: Divulgação

Policiais militares conseguiram convencer um criminoso a se render, na tarde desta quinta-feira (30), no bairro Cidade Nova, em Jundiaí. O detido, que se dizia membro do PCC (facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios) tentava agredir a mãe e a irmã, além de ameaçar os policiais e ainda de atentar contra a própria vida.

Os policiais da 1ª Cia do 49º Batalhão de Polícia Militar do Interior atenderam ao chamado de violência doméstica, nas modalidades de agressão e ameaça. 

De acordo com a PM, o suposto membro do PCC, que já tem várias passagens criminais, inclusive por homicídio e tráfico de drogas, estava armado com duas facas e havia se trancado em um dos cômodos da casa após agredir e ameaçar de morte a mãe e a irmã.

Com a chegada dos cabos Ricardo e Fábio, o clima ficou ainda mais tenso, já que o rapaz estava bastante nervoso e fazia ameaças. No apoio, armados inclusive com pistolas de choque, chegaram os policiais do Rádio Patrulha com Motocicletas (RPM), cabo Tarcis e soldados Timóteo e Márcio.

Várias vezes o homem alegou que não voltaria para a cadeia e chegou a ameaçar os policias de morte, alegando ser integrante da facção criminosa e, portanto, ter meios para atentar contra a vida deles.

Após a negociação, o agressor resolveu se entregar. Com ele os policiais não encontraram nada de ilícito, mas no quarto em que estava, localizaram as duas facas (que foram apreendidas).

O detido recebeu voz de prisão em flagrante delito pelos crimes de ameaça e violência doméstica, sendo conduzido ao Plantão Policial e posteriormente encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.


Notícias relevantes: