Polícia

Homem morre baleado ao tentar desarmar policial militar em Jundiaí

A vítima travava uma briga corporal com um policial militar, quando foi disparado o tiro


Colaboração Ivan Machado
Homem morre baleado ao tentar desarmar policial militar em Jundiaí, em luta corporal por conta de som alto de carro, no Jd. Novo Horizonte
Crédito: Colaboração Ivan Machado

Na noite de sexta-feira (19) em Jundiaí, o morador do Jardim Novo Horizonte, Ervânio Santos Barbosa, de 34 anos, morreu baleado na tentativa de tirar a arma de um policial militar, durante uma luta corporal, na Estrada Municipal do Varjão.

Segundo a Polícia Militar, a equipe foi acionada duas vezes para atender uma ocorrência de perturbação do sossego no local, devido ao som alto que vinha de um Celta estacionado em frente ao enderenço.

A esposa da vítima relatou ao delegado Tiago Vieira de Oliveira, do Plantão da Polícia Civil, que os amigos estavam jogando dominó na calçada, quando a viatura chegou e o policial mandou abaixar o som do carro. Ela não sabia de quem era o veículo.

A mulher relatou, ainda, segundo o depoimento, que houve confusão no local e discussão de seu marido com a PM.

O policial tentou imobilizar o seu marido e ela, vendo o PM e uma policial feminina sobre o seu companheiro, pulou em cima da policial e conseguiu retirá-la.

"Resolvi intervir e segurei a Policial Feminina, dizendo: não atire nele. Ele é um pai de família. Eu a puxava tentando retirá-la do contato físico com meu marido, mas não toquei em nenhum momento na arma dela e tampouco do outro policial que estava na ocorrência. Consegui com sucesso retirar a Policial Feminina, porém constatei o momento em que outro Policial disparou um tiro contra meu marido, acertando-o na região da barriga", disse a mulher.

VERSÕES DAS TESTEMUNHAS

O primo da vítima relatou estar pelo local e os policiais chegaram para atender a ocorrência de som alto e abordaram Ervânio. Nesse momento, "algumas mulheres começaram a investir contra os policiais"- que pediram reforços.

Houve a utilização de gás de pimenta para dispensar a multidão. E, em seguida o seu primo entrou em luta corporal contra o PM. A policial feminina foi ajudar o companheiro e a esposa de Ervânio pulou em cima da policial feminina, conseguindo retirá-la da tentativa de imobilização.

Ele relatou ao delegado do Plantão de Polícia Civil que viu quando seu primo tentou pegar a arma do policial e o PM começou a gritar para soltar a arma. O PM teria dito, na versão do primo da vítima: "larga a arma, larga a arma" e houve disparo na barriga de Ervânio.

Disse ainda que o PM comentou "eu falei para você não pegar a arma".

Com o incidente as pessoas que estavam lá se dispensaram. A PM acionou o Corpo de Bombeiros para socorrer Ervânio.

Um pastor da Igreja Assembleia de Deus relatou que presenciou tudo o que ocorreu. Ele disse haver um culto com festividade na igreja por isso os fiéis saíram mais tarde. Ao ver a confusão em frente, devido ao  som alto, pediu aos membros que voltassem para o interior da igreja.

Ele disse que viu o PM pedindo para o dono do carro baixar o som do veículo que estava perturbando o sossego dos moradores vizinhos. Quando voltou para a rua, viu a mulher pulando sobre os policiais que tentavam imobilizar um morador do bairro.

Ele também confirmou a versão do primo de Ervânio.

PROTESTO COM BLOQUEIO

Na manhã deste sábado (20), alguns moradores do Jardim Novo Horizonte realizaram manifestação, bloqueando a Estrada Municipal do Varjão. Os ônibus não podiam passar e nem cumprir os seus horários.

Vários objetos e sofás foram colocados no meio da rua e queimados.

O corpo de Ervânio foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames necroscópicos e será liberado à tarde para sepultamento.

Um homem também foi preso por desacato, ao ofender os policiais. Na delegacia, ele pediu desculpas e disse que no calor do momento os ofendeu.

O dono do Celta que estava com som alto não foi identificado pela Polícia Civil.

O policial militar foi ferido, levou soco na boca e perdeu um dos dentes, na luta com Ervânio.


Notícias relevantes: