Polícia

Só este ano 286 "gatos" foram registrados


Divulgação
>DIG e CPFL fazem "Operação Gato" em busca de ligações clandestinas
Crédito: Divulgação

A CPFL Piratininga e a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí iniciaram nesta quarta-feira (1) a "Operação Gato", em busca de ligações clandestinas em condomínios na cidade.

No Residencial Tupi, no Jardim Tamoio foram apuradas 11 denúncias, sendo que em sete residências os eletricistas da CPFL constataram ligações clandestinas.

Os donos dos imóveis foram conduzidos até a sede da Delegacia no bairro do Anhangabaú e indiciados em flagrante pelo crime de furto. Além de terem prisão decretada, vão responder processo na Justiça e terão que pagar as contas não recolhidas para a CPFL.

De acordo com um eletricista da companhia, o condomínio pode ter consequências graves, como utilização de materiais de baixa qualidade que podem sobrecarregar a rede interna e até provocar um incêndio.

Só este ano a CPFL registrou 286 casos de fraudes e furtos de energia elétrica na região de Jundiaí.

Furtar energia é crime, previsto no código penal. Quem for pego fazendo gato pode ser denunciado por furto ou estelionato. Para denúncias ligue 181 ou no 0800 da CPFL.

A operação vai continuar em outros condomínios da cidade.


Notícias relevantes: