Polícia

Cunhado de menina desaparecida tem prisão decretada e está foragido, diz Polícia

Ele é considerado o principal suspeito de envolvimento no desaparecimento da jovem


COLABORAÇÃO PORTAL DA CIDADE
A Polícia Civil procura o homem de 36 anos, depois que o mandado de prisão temporária foi emitido pela Justiça
Crédito: COLABORAÇÃO PORTAL DA CIDADE

O cunhado de Juliana Souza de Oliveira, de 27 anos, desaparecida desde o dia 1° de dezembro, em Campo Limpo Paulista, teve prisão decretada e está foragido. Ele é considerado o principal suspeito de envolvimento no desaparecimento da jovem.

A Polícia Civil procura o homem de 36 anos, depois que o mandado de prisão temporária foi emitido pela Justiça na segunda-feira (6) a pedido dos delegados Rafael Diorio Costa e Adalberto Ceolin

Segundo informações reveladas hoje (8), em coletiva de imprensa, o homem foi ouvido na última quinta-feira (2), - um dia após o desaparecimento - junto com outros integrantes da família de Juliana e, neste dia já apresentou algumas contradições.

Os policiais pediram para olhar o celular dele e o homem "descaradamente disse que perdeu o celular a caminho da delegacia", afirmou o delegado Adalberto.

O cunhado era considerado um colaborador com informações assim como toda família "no momento em que ele começou a dar informações desencontradas e se negar a dizer onde estava, passou a ser tratado como suspeito", afirmou o delegado Rafael.

Com cruzamento de informações das investigações, a Polícia achou que ele ainda podia colaborar e pediu para ouvi-lo novamente na sexta (3), mas o homem já havia sumido. A família não sabe o paradeiro do rapaz.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: