Polícia

Homem de 36 anos é encontrado morto após vizinho ouvir gritos

Segundo a testemunha, a PM negou socorro alegando que seria função da GM de Várzea


Tânia Rêgo/Agência Brasil
Vitória/ES - Polícia Civil do Espírito Santo faz paralização até a meia noite de hoje(8) em protesto ao assassinato de um investigador em Colatina e às más condições de trabalho. (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Polícia Civil de Várzea Paulista foi destacada para atender ocorrência de homicídio na rua Arapuã, na Vila São José. De acordo com um morador, ele ouviu gritos de socorro durante a madrugada e ligou para o telefone 190 da Polícia Militar.

O atendente disse ao morador que essa ocorrência deveria ser atendida pela Guarda Municipal – segundo relato no Boletim de Ocorrência.

Pela manhã o morador foi ao local e encontrou Renato Soares dos Santos, de 36 anos, estendido no solo.

Por volta das 10 horas a Polícia Técnica foi acionada para comparecer ao local dos fatos e o delegado plantonista, Adalberto Ceolin, compareceu com a equipe de investigadores, apreendendo um pedaço de madeira sujo de sangue, um martelo, uma faca e um estilete, que passarão por perícia.

O corpo de Renato foi encaminhado para exames necroscópicos no Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí.


Notícias relevantes: