Polícia

Enteado matou padrasto por vaga em garagem, diz familiares

Crime aconteceu no bairro de Jardim Lago, em Jundiaí, no dia de Natal


Divulgação
Enteado matou padrasto por vaga em garagem, diz familiares
Crédito: Divulgação

 

Alguns familiares de Alberto Fernando Costa, de 55 anos, que foi morto a pauladas pelo enteado, Lucas, no dia de Natal, contestam a versão de que o crime foi motivado por supostas agressões do padrasto à mãe do rapaz. O crime aconteceu no bairro de Jardim Lago, em Jundiaí.

Após o crime, a polícia compareceu na casa em que moravam Alberto, o enteado e a esposa. Inicialmente, os familiares de Lucas disseram que o assassinato se deu por conta de agressões que a mãe sofria do companheiro. Lucas está desaparecido desde então.

Porém, em entrevista ao programa Cidade Alerta, da TV Record, a filha de Alberto e sua ex-mulher, afirmaram que a motivação foi outra: Alberto queria estacionar sua moto na garagem, e o carro de Lucas estava impedindo. Ao solicitar para o enteado que ajeitasse o carro, foi golpeado até a morte com pauladas.

De acordo com Luci de Oliveira, ex-mulher de Alberto, o ex-marido vivia com a atual esposa há 20 anos, e criou Lucas e um outro enteado a vida toda como filhos. “Foi uma covardia. Foi mais fácil pegar um pedaço de pau e espancar”, disse à Record.


Notícias relevantes: