Polícia

Disfarçado de motoboy, homem procurado pela Justiça é preso em Jundiaí

Ele confessou que, entre uma entrega e outra de comida, recebe até R$100 para entregar drogas


Jornal de Jundiaí / Ilustração
A prisão foi efetuada por policiais militares de Força Tática, após abordagem em um posto de combustíveis
Crédito: Jornal de Jundiaí / Ilustração

Por Fábio Estevam - Com orientação para intensificarem abordagens a motoboys, por conta do aumento de índices de criminalidade, principalmente na Capital, envolvendo bandidos se passando por entregadores, policiais militares da Força Tática do 11º Batalhão acabaram prendendo um homem, em Jundiaí, por tráfico de drogas, na noite desta terça-feira (10). Ele também tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça.

Os agentes faziam patrulhamento pela região do Distrito Industrial, durante Operação Força Total, quando suspeitaram de um homem na condução de uma motocicleta, no contrafluxo, portando uma BAG Térmica (bolsa para transporte e entrega de fastfood). Os PMs então fizeram o retorno, momento em que o condutor demonstrou nervosismo e acelerou, entrando em um posto de combustíveis.

Os militares foram no encalço e conseguiram abordar o condutor dentro do posto. Ao revistarem a BAG, os policiais encontraram mais de 100 gramas de haxixe. Já a pesquisa pelos dados pessoais retornou com pedido de prisão expedido pela Justiça pelo crime de furto.

Questionado sobre a droga, ele confessou que trabalha com entrega de marmitex e que, entre um trabalho e outro, seus contatos ligam e encomendam drogas, pagando até R$ 100 por cada entrega.

Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido ao Plantão Policial, onde foi indiciado pelo crime de tráfico de entorpecentes. O B.O. também foi registrado como captura de procurado.

BANDIDOS DISFARÇADOS
Assim como na Capital, Jundiaí e Região também estão recebendo intensificação de ações policiais que visam fiscalizar motocicletas, sobretudo motoboys. Segundo nota enviada pelo 11º e 49º batalhões, sempre foram feitas ações e operações direcionadas à fiscalização de motocicletas e tais ações e operações serão intensificadas para prevenir esses delitos, referindo-se à onda de crimes praticados por falsos entregadores, sobretudo em São Paulo.

Essa iniciativa ostensiva começou após a morte de um jovem de 20 anos, no dia 25 de abril, na Zona Sul de São Paulo, que levou um tiro na cabeça, disparado por um assaltante, em uma moto, que se passava por entregador de fastfood.


Notícias relevantes: