Polícia

Jundiaí vive manhã violenta com roubos e sequestro

Em um dos casos, policiais militares recuperaram produtos roubados de uma empresa


Divulgação
A carga roubada da empresa, avaliada em R$ 40 mil, foi recuperada pela PM em uma casa na Vila Marlene
Crédito: Divulgação

Por Fábio Estevam - Jundiaí viveu manhã violenta nesta terça-feira (24), com roubos a uma distribuidora, a uma empresa e também de um caminhão, ocorridos em pontos distintos da cidade. Em um dos casos a vítima foi sequestrada e levada para um cativeiro. Todas as ocorrências foram atendidas pela Polícia Militar, sendo que em uma delas, um adolescente foi apreendido, em flagrante, vigiando carga roubada.

Os ladrões começaram cedo a ‘trabalhar’. Por volta das 8 horas três bandidos roubaram um caminhão (cavalo mecânico) na rodovia Dom Gabriel Paulino Couto e, após colocarem a vítima em um carro, seguiram para a rodovia Hermenegildo Tonoli, sentido Itupeva. Uma testemunha avisou a polícia militar pelo 190. Até às 16 horas o motorista ainda não havia sido localizado.

Por volta das 8h30 quatro ladrões armados invadiram uma distribuidora de laticínios na vila Marlene e levaram três veículos, sendo dois Renault/Kangoo e uma Kombi, todos carregados com mercadorias. As duas Kangoo foram recuperadas pela polícia militar em Campo Limpo Paulista, por volta das 10h30, porém sem a carga. A Kombi ainda não foi recuperada. A ocorrência foi registrada no 2º DP, no Parque da Represa.

Ainda pela manhã pelo menos três criminosos invadiram uma empresa no Parque São Luís, região do Jundiaí Mirim, e levaram um veículo GM Trailblzer carregada com diversas mercadorias, entre elas muitos pneus. A polícia militar recuperou o veículo sem a carga. Minutos após, através de uma denuncia no 190, a PM chegou à casa para onde a carga foi levada estava escondida, na Vila Marlene. Um menor de idade, que fazia a vigia, foi apreendido e reconhecido pela vítima. Por esse motivo e também por conta de seu histórico criminal, ele foi recolhido a uma unidade da Fundação Casa.

A carga, avaliada em R$ 40 mil, foi devolvida para a empresa.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: