Polícia

Mulher pede ajuda à Polícia após ameaça: "você vai dar bom dia para o diabo"

A mulher acabou de conseguir emprego e, segundo ela, o marido foi ao local fazer "escândalo"


Divulgação
O caso foi registrado no Plantão Policial e será encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher
Crédito: Divulgação

Por Fábio Estevam - Uma mulher de 26 anos pediu medida protetiva contra o marido, em Jundiaí, na noite desta terça-feira (24), depois de, segundo, segundo ela, ter sido ameaçada de morte, pelo marido, de 29 anos. A vítima disse à Polícia que as ameaças e também agressões físicas e psicológicas começaram há cerca de um ano.

Segundo seu depoimento, ela havia acabado de conseguir emprego em uma padaria do bairro onde mora e estava trabalhando, quando o marido, com quem está junto há 12 anos e tem dois filhos (de 5 e 7 anos), apareceu por volta das 13 horas, causando tumulto.

Quando chegou na padaria, segundo ela, o marido passou a fazer escândalo dizendo que quebraria tudo no local e que, para isso, utilizaria o carro.

Ela então teve que sair do serviço, do qual ainda está em período de experiência, para ir para casa, onde o marido quebrou seu aparelho celular. “E ele ficou me xingando e me humilhando até às 17 horas, inclusive falando que ia pegar uma arma com um amigo dele, e que eu iria ‘dar bom dia para o diabo’”, disse ela, que completou. “Ele também fez várias ameaças de morte”.

Após o período tenso, o marido saiu para trabalhar e, com a ajuda de uma pessoa, já por volta das 19h30, a vítima conseguiu ir até o Plantão Policial para registrar a ocorrência.

O caso, que foi registrado como ameaça, violência doméstica e dano - já que ele quebrou o aparelho celular da esposa -, será encaminhado para investigação da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).


Notícias relevantes: