Polícia

Tiroteio após perseguição a carro roubado termina em morte no Tamoio

O policial revidou tiros disparados e acertou o pescoço do fugitivo, que morreu no local


Divulgação
O carro em que estavam os dois homens havia sido roubado em Itupeva e estava com placas de outro veículo
Crédito: Divulgação

Por Fábio Estevam - Um homem em um carro roubado morreu baleado por policiais militares do 49º Batalhão na madrugada desta quinta-feira (23), no Jardim Tamoio, em Jundiaí, após intensa perseguição pelas ruas do bairro e correria por várias vielas da comunidade. De acordo com a PM, os policiais atiraram em revide a disparos feitos pelo homem, que tinha outra pessoa em sua companhia - este, por sua vez, conseguiu fugir.

Os policiais faziam patrulhamento nas redondezas do bairro, quando avistaram o veículo e suspeitaram dos dois ocupantes. Ao receberem ordem de parada, através de sinais sonoros e luminosos, eles empreenderam fuga, colocando outros motoristas e pedestres em perigo.

A perseguição se deu por várias ruas do bairro, até que eles chegaram a um ponto de tráfico de drogas na rua Vitório Lucato, e bateram em uma barricada de lixo e tijolos montada por traficantes.

Após a batida, a dupla desceu do carro e um deles apontou uma arma para os policiais, momento em que um PM atirou, sem, porém, acertar nenhum dos suspeitos, que correram para uma escadaria e acessaram as vielas da comunidade.

Os PMs foram no encalço e, em uma viela, um dos homens se virou e atirou duas vezes contra os policiais. Um dos militares então revidou com três disparos e acertou ao região do pescoço do homem, que morreu no local.

Em averiguação aos dados do carro, ficou constatado que se tratava de produto e roubo, em Itupeva, no dia 16 de maio. O veículo, no entanto, ostentava placas de outro automóvel e, no porta-malas, foram localizadas placas de outro veículo.

Um revólver de calibre 38 foi apreendido. O caso foi registrado no Plantão Policial e será investigado pela Polícia Civil, que tentará identificar e prender o homem que conseguiu fugir.


Notícias relevantes: