Polícia

Após conseguir fugir por três vezes, ex-marido é preso em Jundiaí

O marido disse que não sairia do local, a menos que falasse com a esposa, 'nem que depois tivesse que ir para o inferno'


Divulgação
A vítima é acompanhada pela Patrulha Guardiã Maria da Penha, da Guarda Municipal, desde março
Crédito: Divulgação

Por Fábio Estevam - Um homem de 34 anos foi preso por guardas municipais na noite desta terça-feira (26), na Vila Hortolândia, em Jundiaí, após a quarta tentativa de conversar com a ex-esposa, que tem medida protetiva contra ele desde março, por causa de violência doméstica. De acordo com ela, nas outras três vezes em que foi perturbada, a GM também foi acionada, mas ele conseguiu fugir antes da chegada da viatura.

A vítima, que tem 28 anos, estava na casa de uma amiga, por volta das 22h30, quando o ex-marido chegou e passou a chamar por ela. Como ela não o atendeu, ele começou a bater no portão.
A amiga, então, foi até o quintal e explicou ao homem que ele somente poderia falar com ela, no Fórum. Ele, relutante, retrucou afirmando que não sairia do local, ‘nem que tivesse que ir para o inferno’, antes de conversar com a ex, justificando que trataria de assuntos relacionados aos quatro filhos que o casal teve durante 12 anos de união.

Com medo, a amiga acionou a GM, sem que ele soubesse, possibilitando assim a chegada dos agentes para efetuarem a prisão em flagrante. Ao ser questionado, ele confessou que sabia da medida protetiva, mas ainda assim queria conversar com a ex-esposa.

No Plantão Policial, além de confirmar a medida protetiva, foi levantado que ele também tinha uma intimação sobre a medida, por conta das outras vezes que a ex o denunciou por se aproximar dela.

Sendo assim, o delegado plantonista ratificou sua prisão em flagrante e o encaminhou ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.


Notícias relevantes: