Polícia

Homem é preso por roubo em que a ex-esposa esteve entre a vida e a morte em Jundiaí

Durante o roubo ao restaurante, a mulher foi ameaçada de morte e levou uma coronhada na cabeça


Divulgação
A GM prendeu um dos suspeitos na Meias Aço e, depois, o ex-marido da vítima
Crédito: Divulgação

Por Fábio Estevam - Sob mira de arma de fogo, uma mulher de 35 anos esteve entre a vida e a morte ao ser ameaçada e ainda levar uma coronhada na cabeça durante um assalto ao restaurante em que trabalha, em Jundiaí, na noite deste sábado (30). A ação dos bandidos foi violenta não só com ela, mas também com o proprietário do local e outros funcionários.

Após o ocorrido e, ainda assustada, ela foi para casa, sem imaginar que o trauma, para ela, seria ainda pior. Enquanto tentava dormir, seu ex-marido invadiu a casa e entrou em seu quarto, questionando se ela estava bem. Ao saber que, durante um roubo, ela havia sido agredida pelos bandidos, ele confessou participação no crime que quase terminou com sua morte.

Ela então ligou para o patrão, que foi até sua casa e levou ambos até o restaurante, para onde também foi uma equipe da Guarda Municipal. Ele foi preso.

ENTENDA O CASO
Pelo menos quatro criminosos, armados, invadiram um restaurante na região do Corrupira, em Jundiaí, na noite deste sábado, quando o estabelecimento estava quase fechando.

Durante a ação o dono do local e sua namorada foram ameaçados de morte. Os criminosos disseram, inclusive, que arrancariam um dedo do empresário, caso ele não contasse onde ficava seu cofre – a vítima dizia a todo tempo que não tinha cofre. Os funcionários também foram agredidos e ameaçados, caso não cooperassem. Ao final, o bando fugiu levando quase R$ 3 mil, vários celulares e produtos eletrônicos.

Já de madrugada, por volta das 3h - menos de quatro horas após o crime -, um suspeito de participação foi preso por guardas municipais na comunidade da Meias Aço, de posse de uma mochila roubada, com vários produtos também roubados, além de parte do dinheiro.

A decepção

Por vota das 5h uma das funcionárias do restaurante, já em casa, foi surpreendida pelo ex-marido dentro de seu quarto. Ela então contou que não estava se sentindo bem, após ter sido agredida com coronhadas na cabeça e quase ser morta por ladrões durante um assalto ao restaurante. Nesse momento ele respondeu: “eles não poderiam ter feito isso, pelas regras do PCC”.

Assustada com o que acabara de ouvir, ela o questionou; e foi quando ouviu a confissão, de que ele havia participado do roubo, passando informações sobre o dia a dia do restaurante, tudo com base em dados que, sorrateiramente, ele tirou dela enquanto ainda mantinham um relacionamento.

Decepcionada com o ex, ela ligou para o patrão, que buscou ambos e os levou até o restaurante. No local, diante dos mesmos guardas que haviam prendido um dos suspeitos, horas antes, ele confessou participação no crime, alegando que queria dar uma vida mais confortável a ela.

No Plantão Policial, vítimas e preso foram ouvidos pelo delegado Rodrigo Carvalhaes, que além de ratificar o flagrante, também pediu à Justiça a prisão preventiva do indiciado. O comparsa, preso horas antes, também teve pedida sua prisão preventiva.

Ambos foram conduzidos ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, onde vão aguardar a audiência de custódia, a ser realizada no Fórum de Jundiaí na manhã desta segunda-feira (1).


Notícias relevantes: