Polícia

3º DP prende suspeito de aplicar golpes do cartão contra idosos na região

A quadrilha será investigada por possível autoria de inúmeros golpes aplicados não apenas em Jundiaí, mas em toda a região


Jornal de Jundiaí
Policiais do 3º DP foram até Várzea Paulista e prenderam o suspeito
Crédito: Jornal de Jundiaí

Por Fábio Estevam - Policiais do 3º DP de Jundiaí prenderam em flagrante, nesta quinta-feira (4), em Várzea Paulista, um motoboy suspeito de participar de uma quadrilha de golpes de cartão contra pessoas idosas, em Jundiaí e região. Somente nesta semana foram pelo menos dois crimes possivelmente cometidos por ele, em que as vítimas, uma mulher de 72 anos e um homem de 76, tiveram prejuízos de R$ 6 mil e R$ 4 mil, respectivamente.

O motoboy foi preso logo ao sair de uma agência da Caixa Econômica Federal, com R$ 2 mil, que havia acabado de retirar da conta da segunda vítima – o dinheiro foi devolvido. Ao checarem, os policiais descobriram que ele também havia feito um empréstimo de R$ 4 mil, com o cartão do idoso.

A quadrilha será investigada por possível autoria de inúmeros golpes semelhantes aplicados não apenas em Jundiaí, mas em toda a região.  

ENTENDA
Na última segunda-feira (1), um estelionatário telefonou para a mulher, moradora no Jardim Pacaembu, em Jundiaí, se passando por funcionário da Caixa. Ele então questionou se ela havia feito uma compra com cartão de crédito, no valor de R$ 2 mil, sendo que a idosa negou. Alegado que o cartão então havia sido clonado e que precisaria recolhê-lo para passar por perícia, o golpista enviou o motoboy, que foi até o local e retirou o cartão. Horas depois a vítima checou sua conta e descobriu que já haviam sido feitas transações bancárias totalizando R$ 6 mil.

O Boletim de Ocorrência foi registrado no 3º DP na quarta-feira (3), sendo que a equipe do delegado Florisval Silva Santos, chefiada pelo investigador Bernardi, passou a investigar. Foram coletadas imagens da moto do criminoso e, com ajuda da Guarda Municipal, a placa foi identificada e colocada no sistema OCR.

Nesta quinta-feira, o sistema acusou a placa circulando no sentido Várzea Paulista, pela rua da Várzea. Ao serem informados no DP, os investigadores acionaram o policial Pig, que estava na cidade vizinha, para que ele já tentasse localizar o suspeito. Enquanto isso, os investigadores Renato, Jonas e Márcio também foram para Várzea Paulista, onde Pig já havia localizado o homem, em uma agência da Caixa. Quando os parceiros chegaram, eles abordaram o motoboy assim que ele saiu do banco.

Com ele os policiais localizaram R$ 2 mil e um cartão no nome do idoso, de 76 anos. Eles então identificaram o idoso (cujo nome estava no cartão), morador no Jardim Tarumã, em Jundiaí, que contou que havia sido vítima de golpistas horas atrás. A vítima consultou sua conta e constatou a retirada do mesmo valor que estava com o suspeito, além de outras movimentações em sua conta, no valor de R$ 4 mil.
Questionado, o motoboy negou participação nos crimes, dizendo que apenas é motoboy e que presta serviço para os ‘verdadeiros’ criminosos.

Os investigadores, no entanto, informaram que ele é, sim, suspeito de integrar a quadrilha, e que depois de fazer saques, ele leva o dinheiro para os comparsas, que ficam em São Paulo.
O motoboy teve voz de prisão ratificada em flagrante e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.


Notícias relevantes: