Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Oito homens são detidos na madrugada desta quarta (25) em Jundiaí

GERALDO DIAS NETTO | 25/07/2018 | 20:09

A madrugada desta quarta-feira (25) foi bastante movimentada no Plantão Policial de Jundiaí. Pelo menos sete adultos foram autuados em flagrante e um menor foi formalmente apreendido, acusados de crimes variados, praticados em pontos distintos da cidade. Dois dos detidos foram presos por tentarem furtar em uma banca de jornal localizada na rua Petronilha Antunes, na região central. Douglas da Silva Rosa, de 34 anos, e Tiago Alves Pereira, 25, chegaram a recolher inúmeros objetos e foram presos por policiais militares do 11º Batalhão.

Um deles foi encontrado ainda dentro do comércio por uma equipe (soldados Piccirelli e R. Junior) que realizava patrulhamento de rotina pelo bairro. Com apoio de outros dois patrulheiros (tenente Begalli e sargento Leliano), os militares recuperam um CPU e um monitor, 23 maços de cigarro, 20 isqueiros e cinco caixas de tabaco, além de uma máquina copiadora de chaves que estavam em poder da dupla. Pelo crime de tentativa de furto qualificado, os detidos não tiveram fiança arbitrada e acabaram recolhidos no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista para aguardar audiência de custódia, num prazo de até 24 horas.

CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS NO PLANTÃO POLICIAL

Residência
Já no Bairro do Poste, uma residência foi arrombada por um pedreiro de 37 anos, que furtou um televisor de 32 polegadas e o vendeu a um morador no Jardim Novo Horizonte por R$ 200. O crime foi flagrado por um vigia noturno, que viu Rosenildo de Jesus Santos colocar o eletrônico em um Fiat Uno, sem desconfiar de que se tratava de um furto, já que conhecia o homem do bairro. Somente após conversar com o morador, que não estava na casa no momento da invasão, é que o vigia descobriu que Santos havia entrado no imóvel, ajudando a polícia com a informação sobre o endereço dele e o carro que estava utilizando.

Antes mesmo de procurá-lo em casa, policiais militares encontraram o acusado dirigindo pela avenida da Uva. Fizeram a abordagem e indagaram sobre o furto, o que foi negado pelo pedreiro. Ele, no entanto, decidiu falar a verdade e informou, ainda, que tinha vendido o televisor para um morador do Jardim Novo Horizonte, para onde os PMs foram neste momento. De acordo com o boletim de ocorrência, foi preso ali outro pedreiro, por receptação, após este confessar ter adquirido o aparelho de Silva por R$ 200. Com fiança arbitrada em R$ 1 mil, ele pagou o valor e foi liberado. O acusado de furto, contudo, permaneceu recolhido no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

Outros casos
Um adolescente e um adulto foram detidos por guardas municipais de Jundiaí na Vila Rio Branco, após serem flagrados portando uma arma de fogo. Ambos confessaram que pretendiam usar o armamento para roubar uma moto (veja mais nesta página). Já na Vila Arens, uma psicóloga de 51 anos foi vítima de tentativa de roubo de carro enquanto dirigia seu Renault Duster, ano 2012, pela rua Barão do Rio Branco. Ao ser surpreendida por um homem que fez menção de estar armado, ela gritou por socorro e foi ajudada por um popular, que se aproximou e fez o assaltante sair correndo.

Identificado o criminoso como Mauricio Accioly da Fonseca, 38, ele foi preso após tentar se esconder em um matagal. Levado ao Plantão Policial, foi autuado em flagrante e não teve fiança arbitrada, conforme determina a lei. Outra tentativa de roubo a veículo modelo Duster foi praticada na avenida dos Expedicionários, no Jardim do Lago. No local, foi preso em flagrante Vinicius Andre Petrachin, 20, que usou um simulacro de arma para rentar roubar o Renault de uma empresária de 49 anos, que estava acompanhada de dois conhecidos. Petrachin agiu com um comparsa que fugiu após as vítimas notarem que não se tratava de uma arma de verdade e reagirem. Com a chegada da PM, o acusado foi levado à delegacia e autuado em flagrante também por receptação, já que um celular roubado foi achado com ele.

Investigação
Parte dos casos registrados na madrugada será encaminhada para apuração pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí.
De acordo com Almir de Oliveira, chefe do setor de inteligência da unidade, a equipe Apolo 3 (Gigio e Júlio) foi acionada por determinação do delegado titular, Luís Carlos Duarte, para investigar os envolvidos nos crimes.

REFORMA DO PLANTAO POLICIAL NA AVENIDA NOVE DE JULHO


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/31859/
Desenvolvido por CIJUN