Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Abusos sexuais contra pessoas com mais de 14 anos aumentam 233%

GERALDO DIAS NETTO | 29/08/2018 | 05:00

Crimes de estupro continuam a aumentar em Jundiaí, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo. Pelo menos 230% mais casos foram cometidos entre janeiro e julho deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Um total de 57 boletins de ocorrência de abuso sexual foi registrado pela polícia nos sete primeiros meses de 2018. A quantidade é 95% de todos os casos anotados durante o ano passado, que fechou com 60 registros, e revela uma situação alarmante, apesar de um número maior de abusadores ter sido preso, principalmente pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Responsável pelas estatísticas criminais de todos os municípios do Estado de São Paulo, a SSP contabiliza dois tipos de abusos, incluindo o de vulnerável, cometido contra pessoas com menos de 14 anos, e o estupro em si, que tem como vítimas homens e mulheres maiores de 14 anos. E esta última modalidade de abuso foi a que maior aumento registrou na comparação, chegando a 233%, com seis boletins de ocorrência anotados entre janeiro e julho de 2017, contra 20 no mesmo período deste ano, enquanto estupros de vulneráveis somaram 32 casos no período do ano passado, contra 37 neste ano (aumento de 15,6%).

Crime e prisões
Previsto pelo artigo 217-A do Código Penal, o estupro de vulnerável tem pena que varia de oito a 15 anos de reclusão a quem comete “conjunção carnal” ou pratica “outro ato libidinoso com menor de 14 anos”. Se a conduta resulta em lesão corporal de natureza grave, a pena pode chegar a 20 anos de reclusão, aumentada até 30 anos, caso ocorra a morte da vítima.

Considerada unidade especializada da Polícia Civil, a DDM de Jundiaí, desde o começo do ano, foi responsável pela prisão de inúmeros acusados de abuso sexual, sobretudo contra jovens com menos de 14 anos. Chefiada pela delegada Maria Beatriz Curio de Carvalho, a DDM conseguiu mandado de prisão e capturou, no início da semana, um ajudante de eletricista de 51 anos, denunciado pela enteada, de 16, que garantiu ter sofrido abusos sexuais cometidos pelo homem desde seus 12 anos.

Com a decisão do Poder Judiciário de conceder o mandado de prisão temporária requerido pela DDM, ele pode permanecer preso até o julgamento do processo, explicou a investigadora-chefe Lilian Picchi, que atuou no cumprimento da ordem legal de captura do acusado.

Foto: Jornal de Jundiaí

Foto: Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/policia/abusos-sexuais-contra-pessoas-com-mais-de-14-anos-aumentam-233/
Desenvolvido por CIJUN