Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Agressor vai ao Plantão e vítima desiste de denunciá-lo

Fábio Estevam | 22/01/2020 | 16:29

Uma esteticista de 31 anos, de Jundiaí, desistiu de representar criminalmente contra seu ex-companheiro, uma marceneiro de 43 anos, no momento em que ele apareceu no Plantão Policial enquanto ela elaborava Boletim de Ocorrência contra ele por ameaça. Na noite de segunda-feira (20) ela contou aos policiais civis que em outra oportunidade já havia sido agredida por ele. A motivação das ameaças, segundo ela, foi porque ele não aceita o fim do relacionamento.

Ela relatou que havia deixado a casa em que viviam juntos na sexta-feira (17) e desde então foi morar com uma amiga. Segundo informou, na noite de segunda-feira, o ex-companheiro foi até seu local de trabalho e, mesmo na presença de testemunhas, disse: “eu não aceito a separação” e “eu vou te matar”.
Com medo por já ter sido agredida anteriormente e após as ameaças de morte, disse aos policiais que decidiu fazer o BO e processá-lo.

Enquanto a ocorrência era registrada, o ex-companheiro também chegou na delegacia, momento em que ela desistiu das denúncias e pediu que ele não fosse preso. Mesmo assim foi elaborado um registro e o acabou sendo liberado.

A vítima foi ouvida separadamente pelos policiais e orientada a procurar a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), caso queira requerer medidas protetivas contra ele.

Incomum
De acordo com a delegada da DDM, Renata Yumi Ono, ela disse que não há uma estatística sobre desistências, mas que não são comuns. “É uma alegação que elas usam para não representar (a desistência), mas são casos mais raros”, disse ela.


Link original: https://www.jj.com.br/policia/agressor-vai-ao-plantao-e-vitima-desiste-de-denuncia-lo/
Desenvolvido por CIJUN