Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Alunos são socorridos após beberem suco “batizado”

FÁBIO ESTEVAM | 07/09/2019 | 05:00

Seis alunos entre 11 e 12 anos foram socorridas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) na tarde de anteontem, na Escola Estadual Professor Albino Melo de Oliveira, no Bairro Engordadouro, em Jundiaí, depois de ingerirem uma bebida (a princípio, suco), batizado com medicamentos, o que tornou a mistura semelhante ao conhecido “Boa Noite Cinderela”. Trata-se de uma mistura com substâncias que atuam no sistema nervoso central e deixam a pessoa desorientada, desinibida e sem consciência dos seus atos.

A solução foi colocada no suco por uma aluna, já identificada pela direção da escola. Um Boletim de Ocorrência foi registrado no 2º DP, onde o caso será investigado.

A mãe de um aluno procurou o JJ para contar o que havia acontecido. Segundo ela, alguns alunos começaram a se sentir mal após tomarem a bebida. O Samu chegou em poucos instantes após ser chamado.

Os alunos foram atendidos no Hospital Universitário, que não entrou em detalhes sobre os sintomas que os alunos apresentavam quando foram atendidos. Disse apenas que elas não aparentavam quadro grave e que, após atendimento, foram liberadas para ir pra casa. Exames laboratoriais foram feitos e encaminhados ao CIATox (Centro de Controle de Intoxicações), da Unicamp, que vai analisar que substâncias foram misturadas e colocadas na bebida dos alunos.

Segundo informou a Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação, informa que “a direção da escola assim que percebeu que os alunos não estavam bem, acionou o Samu e seus responsáveis. A vice-diretora da escola os acompanhou no hospital.

Será realizada uma reunião com os pais para mediação do caso e o Conselho da Escola se reunirá nos próximos dias. A Delegacia de Ensino está à disposição dos pais para qualquer esclarecimento”.

A reunião que será realizada na próxima semana irá definir o futuro da aluna identificada como autora da mistura, que pode receber desde uma advertência ou até mesmo ser desligada da escola.

A polícia agora vai investigar para saber como a criança teve acesso aos medicamentos usados na mistura que ela tinha em uma garrafa, e que usou para “batizar” a bebida dos colegas. Por se tratar de uma criança, o boletim de ocorrência foi registrado como “não criminal”.

Pais e leitores
Pais de alunos da escola e leitores se manifestaram nas redes sociais quanto ao caso. Uma mãe disse: “Meu filho estuda lá e chegou todo assustado contando o que aconteceu”, falou ela. “Meu filho também estuda lá e chegou aqui assustado. Eu logo falei pra ele também não pegar nada das mãos de ninguém. Nós que temos filhos nessa escola temos que pedir mais proteção”.

Uma leitora comentou. “Expulsão não resolve o problema e sim transfere para outra escola. Precisa averiguar de onde venho essas substâncias e os pais responsáveis precisam serem notificados e penalizados”.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/policia/alunos-sao-socorridos-apos-beberem-suco-batizado/
Desenvolvido por CIJUN