Polícia

Alvo de racismo, Taison cita Angela Davis e diz que não irá se calar


taison-1-800x451
Crédito: Reprodução/Internet
Expulso por responder a torcedores do Dínamo de Kiev, dos quais foi alvo de ofensas racistas durante jogo no domingo (10), o atacante brasileiro Taison, do Shakhtar Donetsk, publicou texto no qual afirma que jamais irá se calar diante de um "ato tão desumano e desprezível". O atleta inicia a publicação, acompanhada de uma foto na qual mostra o dedo do meio para os torcedores rivais, o que lhe custou a expulsão no jogo, com um trecho da música "Jesus Chorou", dos Racionais MC's, e cita ainda frase célebre da filósofa e ativista negra Angela Davis sobre a necessidade de ser antirracista. "'Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor...' Jamais irei me calar diante de um ato tão desumano e desprezível! Minhas lágrimas foram de indignação, de repúdio e de impotência, impotência por não poder fazer nada naquele momento!", disse o atleta, que havia deixado o campo chorando. "Mas somos ensinados desde muito cedo a sermos fortes e a lutar! Lutar pelos nossos direitos e por igualdade! O meu papel é lutar, bater no peito, erguer a cabeça e seguir lutando sempre! Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, precisamos ser antirracistas! O futebol precisa de mais respeito, o mundo precisa de mais respeito! Obrigada a todos pelas mensagens de apoio! Seguimos a luta... Net rasizmu", completou na postagem. Além de Taison, o também brasileiro Dentinho foi alvo dos insultos racistas na partida em Metalist, casa do Shakhtar Donetsk, válida pelo Campeonato Ucraniano, e foi visto ainda no gramado em lágrimas. Revoltados com as ofensas, os dois atletas brasileiros não quiseram seguir jogando, e os próprios jogadores do Dinamo Kiev tentaram fazer com que os torcedores parassem os insultos, se aproximando da grade. A arbitragem chegou a paralisar a partida e retirar os dois times de campo. O confronto, no entanto, foi reiniciado, mas antes Taison foi expulso por ter feito um gesto ofensivo e ter chutado uma bola na direção dos torcedores que o estavam insultando. O jogo terminou com vitória de 1 a 0 para o Shakhtar Donetsk, com gol marcado pelo ucraniano Sergiy Krivtsov.

Notícias relevantes: